Syngenta apresenta soluções de agricultura de precisão para a cultura do milho na Quinta da Cholda

A Syngenta realizou um Dia de Campo na Quinta da Cholda, Golegã, a 25 de Junho, dando a conhecer um conjunto de soluções robustas para protecção e nutrição da cultura do milho, novas variedades de sementes, e serviços da inovadora plataforma de agricultura digital Cropwise.

Pioneira em agricultura de precisão, a Quinta da Cholda experimentou o serviço de mapeamento de solo de alta resolução da Syngenta e confirma que «o Interra® Scan é uma ferramenta totalmente inovadora, que nos permite conhecer em pormenor a variabilidade dos nossos solos. Numa só passagem obtemos dados sobre mais de 20 parâmetros do solo – de todos os minerais, do tipo de granulometria, do carbono, etc. – que nos dizem onde e como podemos apoiar mais o nosso solo para tirar melhor partido dele», afirma João Coimbra, administrador da Quinta da Cholda, empresa que produz 500 hectares de milho.

O Interra® Scan mede 800 pontos por cada hectare de terreno, com base na radiação gama do solo. Os cinco passos deste serviço de mapeamento são: scâner do solo com leitor acoplado a moto-quatro; recolha de amostras de solo; análise e mapeamento dos dados; e mapas de prescrição, de fertilizantes, fitofármacos e sementes, compatíveis com maquinaria de agricultura de precisão.

O Interra® Scan tem «ampla janela de aplicação, a leitura não é afetada por humidade, compactação do solo ou existência de cultura de cobertura».

«A Syngenta pretende proporcionar soluções que melhorem as decisões do agricultor, baseadas em dados e em tecnologia para a agricultura do futuro, com mais produção e mais sustentabilidade, visando a rentabilidade ideal para o agricultor», afirma Fernanda Lollato, AgSolutions Portfolio Manager na Syngenta.

A Syngenta dispõe de um portfólio alargado de soluções para controlo das infestantes na cultura do milho, entre as quais os novos herbicidas pré-emergentes Evolya® e Indavius®, aplicados neste ensaio com resultados «bastante promissores».

«Na linha da pré-emergência temos soluções que vão ao encontro das necessidades de cada agricultor no controlo das infestantes, sejam elas gramíneas, folhas largas ou ambas», explica Gilberto Lopes, Field Technical Lead Atlantica & Norte na Syngenta.

Por exemplo, para controlo da Figueira-do-Inferno a empresa dispõe de «três soluções eficazes – Mistral®, Callisto® e Callisto® Plus – que ajudam a minimizar a presença de alcaloides, gerados por esta infestante, na fase pós-colheita do milho».

Da gama de biosoluções, destaca-se neste ensaio a aplicação do bioestimulante Nutribio N®, um fixador natural de azoto à base de Azotobacter salinestris CECT 9690, que permite um maneio da cultura com menos unidades fertilizantes azotadas. «Nutribio N® é uma solução especialmente útil em terrenos agrícolas inseridos em zonas vulneráveis a nitratos e pode ser aplicado desde uma fase precoce da cultura – as três folhas do milho –, e em mistura com herbicidas de pós-emergência», explica Gilberto Lopes.

O Megafol®, um produto com efeito anti-stress abiótico e ativador de crescimento das culturas agrícolas, é outra das biosoluções aplicadas na Quinta da Cholda, onde a Syngenta tem o mais completo ensaio na cultura do milho a nível europeu, integrando uma rede de ensaios com mais de 496 localizações.

«Com as várias ferramentas de agricultura de precisão que usamos neste ensaio, como o Interra® Scan e as leituras de solo com o Stenon, o agricultor tem a possibilidade de fazer sementeira a densidade variável, fertilização azotada e rega ajustadas às características de cada zona do pivot, sem desperdiçar recursos onde o solo não tem capacidade para apresentar os resultados desejados, e isso pode ser uma mais-valia», explica Pedro Martins, responsável comercial da Syngenta Sementes em Portugal.

Além dos já consagrados híbridos SY Andromeda e SY Fuerza, estão à prova na Quinta da Cholda novas variedades, como o SY Proteor, o SY Jastis e o SY Ultimate.

A Agricultura Feliz

João Coimbra apresentou o novo conceito de Agricultura Feliz que está a implementar na Quinta da Cholda e pretende difundir a nível nacional e internacional: «A Agricultura Feliz é aquela que tira partido do conhecimento agronómico, das coisas boas das várias agriculturas, e das novas ferramentas digitais, com mais conhecimento do solo, respeitando o seu microbioma, e o meio ambiente, acrescentando valor à natureza, para proporcionar rendimento ao agricultor e contribuir para agricultores e comunidades felizes», explica.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

1
Formação da Academia 2024 do Centro de Frutologia Compal já está no terreno
4
Frutas Classe em foco no 18.º episódio d’“A palavra aos frescos”
1
Syngenta apresenta soluções de agricultura de precisão para a cultura do milho na Quinta da Cholda

Notícias relacionadas

1
Formação da Academia 2024 do Centro de Frutologia Compal já está no terreno
Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal. Este...
4
Frutas Classe em foco no 18.º episódio d’“A palavra aos frescos”
Localizada em Salir do Porto, a Frutas Classe é a organização de produtores...
4
Projecto WAYSTE da Lipor galardoado com o Prémio Nacional de Inovação
A Lipor foi galardoada com o Prémio Nacional de Inovação, na categoria Segmento...
Azeite do Alentejo1
Fenazeites pede IVA zero para azeite
A Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Olivicultores (Fenazeites)...