Projecto WAYSTE da Lipor galardoado com o Prémio Nacional de Inovação

A Lipor foi galardoada com o Prémio Nacional de Inovação, na categoria Segmento de Negócio, subcategoria Sector Público, com o seu projecto WAYSTE, Plataforma de Gestão de Resíduos.

A Plataforma WAYSTE, desenvolvida internamente pela Lipor, destaca-se pela sua capacidade de integrar um fluxo de informação em constante crescimento, apoiando assim o modelo de monitorização da gestão de resíduos implementado pela Lipor nos seus municípios associados.

«O WAYSTE consagra um novo modelo de informação, que é ao mesmo tempo escalável e robusto, permitindo a gestão de bases de dados de clientes, equipamentos, circuitos e a recolha de dados essenciais sobre as operações de recolha de resíduos, assegurando a sua completa rastreabilidade», explica a empresa.

O Prémio Nacional de Inovação (PNI) é uma iniciativa promovida pelo Jornal de Negócios, o BPI e a Claranet, em parceria com a ANI – Agência Nacional de Inovação, e a COTEC Portugal como parceiros institucionais, a Galp como patrocinadora, Cascais como município inovador, e a Nova SBE, como knowledge partner.

A base de todo o trabalho de desenvolvimento do WAYSE iniciou-se em 2018 com o objectivo de concentrar numa só plataforma todos os dados relevantes da gestão do sistema de resíduos, nomeadamente das Recolhas e da Valorização.

Esta plataforma gere actualmente mais de 97.000 registos diários, melhorando a monitorização e a gestão dos projectos de Recolha nos municípios associados da Lipor.

Com uma forte componente de análise estatística, o WAYSTE permite ao utilizador acompanhar o desenvolvimento dos seus projectos e o cumprimento das metas que definiu no seu Plano Estratégico.

Paralelamente, é possível analisar a eficiência dos circuitos realizados, as taxas de participação dos clientes abrangidos e os rendimentos dos equipamentos instalados na via pública.

O WAYSTE tem consigo ligada uma Aplicação Android, para utilização no terreno, que permite fazer a gestão da operação on site, dando a capacidade às equipas para registar as recolhas, alertas, fotografias ou quaisquer operações que lhes sejam relevantes, que são comunicadas em tempo real para o WAYSTE.

A Aplicação tem ainda a capacidade para efetuar a gestão e criação de clientes, a associação de equipamentos ou gestão de equipamentos de via pública ou de acesso condicionado.

A recolha constante de dados operacionais permite que o WAYSTE crie um perfil de utilização de serviço para cada cliente, o que permite conceber campanhas de sensibilização dedicadas aumentando assim as taxas de participação e eficiência de processos. Esse mesmo perfil suporta a implementação de sistemas PAYT, que, sendo uma obrigatoriedade prevista no PERSU 2030, permite contribuir para o aumento da justiça tarifária no sector.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

1
Syngenta apresenta soluções de agricultura de precisão para a cultura do milho na Quinta da Cholda
4
Projecto WAYSTE da Lipor galardoado com o Prémio Nacional de Inovação
Azeite do Alentejo1
Fenazeites pede IVA zero para azeite

Notícias relacionadas

1
Syngenta apresenta soluções de agricultura de precisão para a cultura do milho na Quinta da Cholda
A Syngenta realizou um Dia de Campo na Quinta da Cholda, Golegã, a 25 de Junho,...
Azeite do Alentejo1
Fenazeites pede IVA zero para azeite
A Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Olivicultores (Fenazeites)...
1
Projecto Aquacer realiza acções de divulgação a 16 e 18 de Julho
No âmbito do projecto “Aquacer – Eficiência do uso da água na fileira dos cereais”,...
1a
Submissão de candidaturas ao Pedido Único prolongada até 25 de Junho
O Ministério da Agricultura e Pescas anunciou ter decidido alargar o prazo para...