Koppert pretende atingir sustentabilidade a nível mundial

A Koppert anunciou que vai implementar em 2023 «a certificação de todos os seus processos e operações a nível mundial», com o objectivo «ambicioso» de «se tornar uma organização verde e sustentável em todo o mundo». A empresa, que fornece soluções de controlo de pragas e doenças, de polinização natural e de fertilização, refere que «há mais de 55 anos» que os seus produtos e serviços «contribuem para uma horticultura e agricultura sustentáveis» e que agora «está empenhada em aplicar critérios de sustentabilidade ambiental a todos os seus processos e operações».

A Koppert explica que conta com o «apoio estratégico» da Global Sustainable Enterprise Systems (GSES) – entidade «especialista na medição, verificação e classificação do desempenho de sustentabilidade de produtos e organizações» –, a qual avaliou a posição da Koppert «como organização sustentável», para «estabelecer objectivos ambientais, sociais e de governação claros». «Com os resultados obtidos, a Koppert definiu os pontos de partida para alcançar o cumprimento dos objectivos de sustentabilidade, através de uma estratégia que consiste em minimizar riscos e maximizar o seu impacto positivo a nível mundial», indica um comunicado da empresa, acrescentando que, em 2023, «está pronta para expandir a sua aliança estratégica com a GSES a nível mundial».

A Koppert afirma que, «para impulsionar a sustentabilidade interna e externamente», desenvolveu «novas estratégias de sustentabilidade», e que, «graças à GSES, consegue rastrear e medir o impacto destas na sua cadeia de fornecimento, processos e operações». Segundo a empresa, «no geral, esta parceria permite um diagnóstico abrangente do significado e da magnitude das alegações da Koppert sobre o que significa ser uma organização sustentável e verde».

«A visão e a missão de Koppert são a base da nossa definição de sustentabilidade e os principais motores da nossa vontade de reduzir o nosso impacto no meio ambiente. Para levar a bom porto estas ambições, precisamos de medir e reportar o nosso impacto», diz Edwin Muijt, chefe de Sustentabilidade da Koppert. «Ao fornecer soluções inovadoras que aumentam a produtividade e melhoram a resiliência ambiental e a qualidade do solo, o impacto positivo da Koppert na agricultura e horticultura é significativo. A sustentabilidade está no topo da sua agenda, com contínuos progressos. Estamos muito satisfeitos por trabalharmos com a Koppert para tornar o mundo mais sustentável», comenta Kelly Ruigrok, CEO e fundador da GSES – entidade que opera em mais de 110 países, integra mais de 560 referenciais de sustentabilidade e tem mais de 70.000 clientes activos, sendo o sistema GSES usado por empresas como Google, Univé ou ABN AMRO, realça o comunicado da Koppert.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

posts flf (87)
Frutos Secos
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia

Notícias relacionadas

posts flf (87)
Frutos Secos
Consulte aqui todos os artigos do Grande Plano de Dezembro dedicado aos Frutos...
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal...
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia
No âmbito do colóquio «AgroBioTech: Uma estratégia para a agrobiotecnologia...
Milho
PDR 2020 com taxa de execução de 87%
O Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020) atingiu uma “Taxa de...