GPP: Edição 25 da revista Cultivar dedicada ao investimento na agricultura

O Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral (GPP) do Ministério da Agricultura e da Alimentação publicou recentemente a edição 25 da revista Cultivar, subordinada ao tema “O investimento na agricultura”. Segundo a entidade, o tema do investimento na agricultura é «elemento central nas políticas públicas dedicadas ao sector agrícola» e esta edição da revista “Cultivar – Cadernos de Análise e Prospectiva” reúne contributos relativos a vários tópicos:

  • Análise da evolução da composição do investimento na economia portuguesa e na agricultura;
  • Análise sobre a modificação da gestão agrícola em Portugal nos últimos anos;
  • Diagnóstico da agricultura portuguesa, internamente e no âmbito da União Europeia;
  • Panorâmica das mais recentes tendências do investimento em novas tecnologias agroalimentares;
  • Abordagem das necessidades e desafios que se colocam ao sector agrícola e que conduziram ao actual processo de transformação digital;
  • Experiência sobre questões relacionadas com a gestão de uma empresa agrícola e estudos de caso em torno do investimento feito em explorações agrícolas;
  • Síntese dos apoios ao investimento na exploração agrícola no âmbito da Medida 4 de apoio ao desenvolvimento rural pelo Feader;
  • Análise da recente regulamentação europeia sobre promoção do investimento sustentável.

No editorial, é indicado que «a reflexão sobre este tema indicia que se verifica uma tendência na reestruturação do perfil do investimento e do investidor no sector agrícola e a sua relação com os custos intermédios», uma situação que «aconselha a uma actuação progressiva na alteração dos incentivos ao investimento tradicionais».«Em particular, tem sido constatada a externalização de serviços, o que leva, em muitos casos, a uma transferência das opções de investimento, nomeadamente no caso dos equipamentos, para soluções de contratação externa», refere.

O GPP assinala que os conteúdos desta edição «evidenciam as fragilidades do modelo actual e a necessidade e capacidade dos agricultores procurarem respostas e caminhos alternativos», sendo que «a tendência de reestruturação ao nível do investimento decorre assim da racionalidade, necessidades de eficiência e flexibilidade sentidas pelos agricultores, sendo promotora de ganhos económicos e ambientais». Contudo, realça, «o sentido dessas necessárias mudanças não será consensual, colocando-se um conjunto de questões ao nível do modelo de apoio ao investimento, cuja resposta pode ajudar a melhorar os instrumentos de incentivo ao investimento na competitividade».

A entidade assinala ainda que «esse caminho tem limites, considerando a crescente integração na PAC de objectivos para a melhoria do desempenho ambiental e social, adicionando novas dimensões de análise para o destino dos recursos públicos de apoio ao investimento, os quais passam, em parte, a estar mais relacionados com a resiliência das explorações do que com a sua eficiência». Pode consultar a 25.ª edição da revista Cultivar aqui ou pode descarregar a publicação aqui.

1a

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

posts flf (87)
Frutos Secos
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia

Notícias relacionadas

posts flf (87)
Frutos Secos
Consulte aqui todos os artigos do Grande Plano de Dezembro dedicado aos Frutos...
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal...
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia
No âmbito do colóquio «AgroBioTech: Uma estratégia para a agrobiotecnologia...
Milho
PDR 2020 com taxa de execução de 87%
O Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020) atingiu uma “Taxa de...