Lidl Portugal quer todos os seus produtores hortofrutícolas certificados em GlobalGAP SPRING

O Lidl Portugal anunciou que está «empenhado» em, «até ao final de 2025», atingir a «certificação de 100% dos seus produtores nacionais de frutas e legumes no módulo SPRING do referencial GlobalGAP», relativo à gestão sustentável da água. Segundo a empresa, o módulo SPRING (Sustainable Program for Irrigation and Groundwater Use) «engloba inúmeros critérios, que permitem avaliar se está ou não a ser feita uma gestão sustentável da água no processo de produção, nomeadamente: conformidade legal das fontes de água e taxas de utilização, monitorização do consumo, impacto na gestão sustentável de bacias hidrográficas ou protecção de fontes de água, entre outros».

Em comunicado, a cadeia de retalho afirma que está «ciente da importância de uma boa gestão da água, ao longo de todo o ano, sobretudo em zonas de maior escassez», e que, «em resposta à crescente escassez deste recurso», «assume o compromisso para uma gestão mais responsável de água nas suas frutas e legumes», sendo que «irá trabalhar lado a lado com os seus produtores nacionais de frutas e legumes para garantir que todos, até ao final de 2025, possuem a certificação no módulo SPRING da GlobalGAP, que inclui normas de água reconhecidas». «Os períodos de seca, intercalados com inundações, que se fizeram recentemente sentir – não só em Portugal, mas em vários outros países –, reforçam a importância de se usar a água como um recurso cada vez mais precioso, exigindo um planeamento e actuação responsáveis. Sendo a agricultura responsável por 70% do consumo global de água, a indústria alimentar é particularmente relevante neste contexto e, por isso, o Lidl está empenhado em garantir uma gestão mais eficiente da água ao longo de toda a sua cadeia de valor», diz.

Bruno Pereira, administrador de Compras do Lidl Portugal, refere que «a protecção do planeta é um dos pilares da nossa estratégia de sustentabilidade – “Mais Lidl” – e, por isso mesmo, para nós é fundamental que haja uma consciência global do consumo de água, como forma de ajudar a endereçar a escassez de um recurso vital a todos». «Nesse sentido, e como é nossa política de actuação, consideramos que não há outra forma de o fazer senão em conjunto com os nossos parceiros, ao longo de toda a nossa cadeia de valor – neste caso, a nível de frutas e legumes –, pois só desta forma conseguiremos ajudar a marcar a diferença para o futuro», comenta.

O Lidl Portugal assinala que, «com a ajuda do filtro de risco hídrico da WWF, que tem como missão a preservação da natureza, foram identificados produtores de nove países em que os desafios deste recurso se fazem sentir de forma mais intensa»: África do Sul, Chile, Egipto, Espanha, Grécia, Israel, Itália, Marrocos e Portugal. O comunicado indica que «o compromisso do Lidl para uma gestão mais sustentável da água inclui também aumentar a quantidade de produtos certificados que asseguram o uso consciente da mesma na sua oferta, assim como apoiar iniciativas reconhecidas no tema», sendo que, nesse âmbito, a empresa é membro da Alliance for Water Stewarship (AWS), «que tem como objectivo alcançar um uso de água socialmente justo, ecologicamente sustentável e economicamente benéfico».

A cadeia de retalho assinala que a GlobalGAP é «um referencial normativo que assegura uma agricultura segura e sustentável, reconhecido internacionalmente, no âmbito das boas práticas agrícolas, que resulta de anos de investigação intensiva e da colaboração com peritos da indústria, produtores e retalhistas em todo o mundo», explicando que «todos os produtores nacionais de frutas e legumes do Lidl» são certificados em GlobalGAP desde 2016 e que os produtores de flores e plantas em Portugal também o são desde 2019. «Estes produtores são igualmente certificados no módulo GRASP – que se prende com questões de legislação laboral e condições de trabalho – no nível máximo de ‘Fully Compliant’, garantindo o cumprimento integral de todos os pressupostos», salienta o Lidl Portugal.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional
3b
Santarém recebe III Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas a 24 de Maio
Alqueva
EDIA disponibiliza Anuário Agrícola de Alqueva de 2023

Notícias relacionadas

José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional
O até agora eurodeputado José Manuel Ferreira Fernandes é o nome proposto para...
3b
Santarém recebe III Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas a 24 de Maio
A Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém (ESAS) vai ser...
Alqueva
EDIA disponibiliza Anuário Agrícola de Alqueva de 2023
A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva (EDIA) disponibilizou...
4a
Grow Field Days promove visitas de campo com foco no microbioma do solo
No âmbito da iniciativa “Grow Field Days”, com o mote “De agricultor para agricultor!”,...