ESAC e UA promovem acções de protecção de espécies autóctones e de beneficiação do solo

Após a plantação de espécies autóctones (carvalho, sobreiro e medronheiro) levada a cabo na Área Florestal sob gestão da Câmara Municipal de Mortágua, no passado mês de Janeiro, a Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC) e a Universidade de Aveiro promovem, esta quarta-feira, dia 13 de Abril, acções de protecção dessas mesmas plantas e de preparação e beneficiação do solo para as plantações a realizar no Outono de 2022. Estas acções de implementação, a decorrer durante todo o dia, são promovidas no âmbito do projecto F4F – Forest For Future, liderado pelo SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta e contam com a parceria da Câmara Municipal de Mortágua e da ADICES – Associação de Desenvolvimento Local.

Em concreto, as acções consistirão na colocação de estilha junto das espécies autóctones micorrizadas já plantadas, de forma a haver uma redução da perda de água por evapotranspiração e da germinação de infestantes na caldeira da planta, bem como em novas linhas, com vista à preparação e beneficiação do solo para a plantação na campanha do Outono deste ano.

Através da presença nestas acções, destinadas ao público em geral e a estudantes em particular, e da responsabilidade da professora da ESAC-IPC, Filomena Gomes, os participantes poderão ficar a conhecer alguns dos cuidados a observar após a plantação de espécies autóctones e assistir à demonstração de preparação do local para instalação das plantas micorrizadas.

Os interessados em colaborar nas acções devem fazer a sua inscrição aqui.

F4F_ProtecaoPlantasaposPlantacao_13abr2022.  O ponto de encontro é no ECOCENTRO – Coordenadas: 40º24’11,37’’ N; 8º12’27,19’’W.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

2
CAP realça contradições na informação sobre reforma das CCDR
capa para facebook floral fofa lilás (44)
Eficácia nos Herbicidas Taisen®800 EC e Batuta® no controlo do Lolium Regidum (erva-febra) e infestantes dicotiledóneas, na cultura do trigo mole
Oeste
Comissão dos Fundos Agrícolas realizou primeira reunião

Notícias relacionadas

2
CAP realça contradições na informação sobre reforma das CCDR
A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) afirma que a ministra da Agricultura...
capa para facebook floral fofa lilás (44)
Eficácia nos Herbicidas Taisen®800 EC e Batuta® no controlo do Lolium Regidum (erva-febra) e infestantes dicotiledóneas, na cultura do trigo mole
No ano agrícola de 2021/2022, foi levado a cabo um ensaio de campo, na Herdade...
Oeste
Comissão dos Fundos Agrícolas realizou primeira reunião
Realizou-se ontem, 16 de Fevereiro, no Ministério da Agricultura e Alimentação,...
Paulo Machado_Syngenta
Syngenta realiza jornada técnica em Beja sobre fitossanidade do olival
A Syngenta realizou a 13 de Fevereiro, em Beja, uma jornada técnica sobre os...