Brambles divulga resultados de sustentabilidade

A Brambles divulgou dados do mais recente Relatório de Sustentabilidade anual da empresa, documento relativo aos seus resultados em questões ambientais, sociais e de governância para o exercício financeiro que termina a 30 de Junho de 2022. O documento indica que, nos dois últimos anos, o modelo de “partilha e reutilização” da empresa e as suas soluções «ajudaram» os seus clientes a obterem «poupanças ambientais» nas suas cadeias de abastecimento – «em comparação com alternativas de utilização única» –, estimadas em «2,5 milhões de toneladas de CO2, 4.470 milhões de litros de água, 3,2 milhões de metros cúbicos de madeira, 3,1 milhões de árvores e 1,5 milhões de toneladas de resíduos».

Segundo o documento, a empresa de soluções para a cadeia de abastecimento, que opera em aproximadamente 60 países através da marca CHEP, também atingiu «conquistas tangíveis» nos seus objectivos de sustentabilidade para 2025, em paralelo com a ambição de “ser pioneira em cadeias de abastecimento regenerativas”. Estes objectivos têm por base a estratégia “Planeta positivo, empresa positiva e comunidades positivas”, da Brambles, cuja implementação teve início há dois anos.

«Apesar das perturbações nas cadeias de abastecimento globais e da escassez de abastecimento de madeira, a Brambles manteve um fornecimento de 100% de madeira de florestas sustentáveis certificadas e aumentou também a Cadeia de Responsabilidade sustentável em três pontos percentuais para 72%. Os progressos em relação aos novos objectivos de descarbonização da Brambles, anunciados pela empresa em Junho de 2022, incluem uma redução de emissões de 4,52% (comparativamente ao ano fiscal de 2020) em relação aos objectivos com base científica em toda a cadeia de valor (âmbitos 1, 2 e 3) e o objectivo de atingir emissões zero até 2040, dez anos antes do prazo definido pelo Acordo de Paris sobre o Clima», refere um comunicado da empresa. Na vertente da «empresa positiva», também foram registadas alterações. «Na Brambles, 33% dos cargos de gestão são agora ocupados por mulheres, o que atesta o progresso em relação aos nossos objectivos de “Local de trabalho positivo”, que incluem a implementação de iniciativas de inclusividade, bem-estar no trabalho e acessibilidade, bem como um compromisso para, pelo menos, 40% das funções de gestão serem assumidas por mulheres e haver a duplicação do número de mulheres nas suas unidades até 2025. A Brambles está também classificada de maneira independente como Top Employer em 21 países e em cinco continentes, ilustrando o compromisso da empresa para com os seus colaboradores e para com a criação de um ambiente de trabalho inclusivo e gratificante. A Brambles tem como ambição ser reconhecida como Global Top Employer.»

O comunicado realça igualmente os resultados nas áreas do apoio às comunidades e do trabalho colaborativo. «“Comunidades positivas” é o terceiro pilar da estratégia de sustentabilidade para 2025 e é essencial para a maior e mais positiva contribuição da Brambles para a sociedade. A colaboração global com os bancos alimentares ajudou mais de 16 milhões de pessoas carenciadas, através de donativos de equipamentos em géneros e actividades de voluntariado. Além disso, os voluntários das Comunidades positivas da CHEP Polónia apoiaram refugiados ucranianos, através da criação de abrigos e recolha de mantimentos.» Por outro lado, «a Brambles continua a melhorar as eficiências e a reduzir o impacto ambiental através da colaboração. A empresa colaborou com 370 clientes durante o ano em mais de 1.400 iniciativas, o que evidencia progressos significativos em relação ao objectivo de duplicar o número de colaborações com clientes de 250 para 500 até 2025», afirma a CHEP.

Brambles

J.J. Freijo, Chief Sustainability Officer da Brambles, comenta que «a ambição regenerativa está a ser actualmente adoptada por uma comunidade de empresas líderes na área da sustentabilidade, que reconhecem a necessidade de uma abordagem positiva e acreditam que a minimização de danos já não é suficiente». «Nestes tempos difíceis, a integração é a solução para atingir uma cadeia de abastecimento verdadeiramente regenerativa. Através do trabalho em conjunto com todos as funções na nossa empresa, os nossos fornecedores e os nossos clientes, conseguimos eliminar barreiras e aumentar a agilidade, o que nos ajudou a progredir ainda mais rumo aos nossos objectivos para 2025. Por conseguinte, é essencial continuar a colocar a sustentabilidade na agenda, para criarmos novos valores para a nossa empresa e clientes, ao mesmo tempo que protegemos o planeta.»

O comunicado da Brambles destaca ainda as distinções a nível da sustentabilidade obtidas pela empresa: o “Índice Mundial de Sustentabilidade” da Dow Jones classificou a Brambles como a segunda empresa mais sustentável na respectiva categoria da indústria; a Corporate Knights classificou a empresa no 10.º lugar na lista Global 100 das empresas mais sustentáveis do mundo; a MSCI atribuiu à Brambles a classificação máxima de AAA na sua avaliação de ESG [Environmental, Social and Governance – Ambiente, Social e de Governância] e classificou a empresa nos principais 8% de todas as empresas avaliadas; a CDP concedeu à Brambles um A na sua submissão “Forests”; o grupo atingiu uma classificação global de A na ferramenta de avaliação da economia circular Circulytics, da Ellen MacArthur Foundation. A Brambles foi também uma das primeiras destinatárias do selo “Terra Carta”, que «reconhece as empresas globais que demonstram o respectivo compromisso para a criação de mercados verdadeiramente sustentáveis», explica o comunicado.

Pode consultar mais informações sobre os resultados da Brambles na vertente da sustentabilidade aqui e aqui.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

posts flf (87)
Frutos Secos
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia

Notícias relacionadas

posts flf (87)
Frutos Secos
Consulte aqui todos os artigos do Grande Plano de Dezembro dedicado aos Frutos...
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal...
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia
No âmbito do colóquio «AgroBioTech: Uma estratégia para a agrobiotecnologia...
Milho
PDR 2020 com taxa de execução de 87%
O Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020) atingiu uma “Taxa de...