Governo diz que não haverá encerramento ou deslocalização de serviços devido à reforma das CCDR

No fim de uma reunião do Conselho de Concertação Territorial, que teve lugar a 13 de Fevereiro na residência oficial do primeiro-ministro, a ministra da Coesão Territorial afirmou que não haverá encerramento nem deslocalização de serviços na sequência da integração de serviços e de atribuições dos serviços periféricos da administração do Estado nas Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR). Na ocasião, Ana Abrunhosa referiu que a reforma estipulada pelo Governo – que tem gerado contestação – não tem em vista a deslocalização ou extinção de qualquer serviço e que os trabalhadores continuarão no local onde exercem as suas funções, mas agora coordenados pelas respectivas CCDR.

A ministra explicou que a nova lei orgânica prevê que as CCDR passem a ser «Institutos Públicos de Regime Especial, com autonomia jurídica, administrativa, financeira e património próprio», sendo que «se mantém a superintendência e tutela administrativa no Ministério da Coesão Territorial». Em comunicado, o Governo indica que, já como Institutos Públicos, as CCDR «passarão a ter mais dois vice-presidentes do que actualmente, de forma a poderem gerir de forma adequada as novas atribuições (hoje em dia, para além do presidente eleito por um colégio eleitoral, existem dois vice-presidentes)».

Numa entrevista ao jornal Público, publicada a 11 de Fevereiro, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, tinha dito que «o director regional [de Agricultura] deixa de existir e passa a ser um vice-presidente da CCDR». Ana Abrunhosa manifestou confiança em que esta reforma possa ficar concluída em 2024 e realçou que, «mais do que a calendarização, o importante será a forma como decorre o processo», tendo o comunicado do Governo elencado que «a nova lei orgânica das CCDR vai ser aprovada brevemente em Conselho de Ministros, seguir-se-á a reestruturação de todos os serviços abrangidos e, por fim, a integração gradual dos serviços e respectivas atribuições».

 

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

posts flf (87)
Frutos Secos
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia

Notícias relacionadas

posts flf (87)
Frutos Secos
Consulte aqui todos os artigos do Grande Plano de Dezembro dedicado aos Frutos...
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal...
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia
No âmbito do colóquio «AgroBioTech: Uma estratégia para a agrobiotecnologia...
Milho
PDR 2020 com taxa de execução de 87%
O Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020) atingiu uma “Taxa de...