Syngenta lança novo anti-oídio Dynali

Syngenta lança novo anti-oídio Dynali

A Syngenta acaba de apresentar o Dynali, um novo fungicida para o controlo de oídio e black rot (em hmologação), doenças que causam elevados estragos na vinha com custos elevados, sobretudo para quem procura obter produções de qualidade.

O Dynali é constituído por duas substâncias activas, a ciflufenamida, uma nova matéria activa de uma nova família química, e o difenoconazol, que obtém pela primeira vez em Portugal registo para o controlo do oídio. «Esta combinação única faz do Dynali um potente fungicida anti-oídio, preventivo e curativo, que oferece uma excelente proteção de folhas e cachos, com uma grande resistência à lavagem e elevada persistência. Ao apresentar dois modos de acção diferentes torna-o uma excelente ferramenta para impedir o desenvolvimento de resistências», informa a empresa em comunicado.

Este novo fungicida pode ser aplicado em qualquer estado vegetativo da videira e segundo diferentes estratégias, consoante as regiões ou grau de incidência da doença. Além disso, o Dynali é uma nova formulação obtida à base de produtos naturais e livre de derivados de petróleo, o que lhe permite estar isento de classificação toxicológica, sendo por isso muito seguro para o utilizador e o meio ambiente. «O nosso portefólio de produtos para a vinha está perfeitamente ajustado às necessidades dos viticultores portugueses. Por exemplo, com a nossa gama de fungicidas, entre os quais se posiciona o Dynali, é possível proteger a vinha das principais doenças, desde o início até ao final do ciclo vegetativo, usando produtos com modos de acção distintos, sem repetir a mesma substância activa mais do que duas a três vezes, o que minimiza os riscos de resistência», afirma Maria do Carmo Pereira, responsável de Marketing da Syngenta em Portugal.

O Dynali foi apresentado em dois eventos organizados pela Syngenta: o Balanço Vitícola, a 2 e 3 de Abril, no Vidago Palace Hotel, e o Simpósio Vitícola, a 4 e 5 de Abril, no Hotel Quinta da Marinha, em Cascais. Nestes encontros, dirigidos a técnicos de quintas produtoras de vinho, de associações vitivinícolas e de Protecção Integrada e dos serviços oficiais, a Syngenta fez o balanço da estratégia de protecção fitossanitária aplicada em 2012, nos seus campos de demonstração para a cultura da vinha, onde a performance do Dynali superou as expectativas.

Tratar em função do estado fenológico da videira

Um dos momentos que mais interesse e debate suscitou em ambas as iniciativas foi a apresentação sobre técnicas de aplicação, na qual a Syngenta partilhou com a audiência estratégias alternativas de aplicação de calda, nomeadamente em função do volume foliar da vinha.

Estas novas técnicas, já usadas em outras realidades vitivinícolas, são adequadas à dimensão/estado de desenvolvimento da cultura, contribuindo para uma utilização responsável dos produtos fitofarmacêuticos e proporcionando resultados biológicos mais constantes na cultura. «A Syngenta tem uma posição de liderança a nível global e é essa ambição que também temos no mercado português. Na cultura da vinha esse será um caminho progressivo, com passos seguros e precisos, disponibilizando as soluções mais adequadas aos profissionais do sector», conclui Maria do Carmo Pereira.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

FLF 250_Publirreportagem_Fitosistema
Soluções Fitosistema para as principais pragas da vinha e das fruteiras
2a
Entrega dos prémios Alqueva Sustentável 2023 a 2 de Maio na Ovibeja
FLF 239_fileira_morango
Agrogarante apresenta análise sectorial sobre morango

Notícias relacionadas

FLF 250_Publirreportagem_Fitosistema
Soluções Fitosistema para as principais pragas da vinha e das fruteiras
A FITOSISTEMA é, desde 2019, parceira da empresa italiana BIOGARD, a referência...
2a
Entrega dos prémios Alqueva Sustentável 2023 a 2 de Maio na Ovibeja
No dia 2 de Maio, tem lugar em Beja a entrega dos prémios Alqueva Sustentável...
FLF 239_fileira_morango
Agrogarante apresenta análise sectorial sobre morango
O sub-sector do morango constitui o tema do mais recente documento de análise...
plásticos
Lourinhã recebe acção de formação sobre economia circular e plásticos agrícolas
Nos dias 9, 10 e 11 de Abril, o auditório da Câmara Municipal da Lourinhã acolhe...