Submissão de candidaturas ao Pedido Único prolongada até 25 de Junho

O Ministério da Agricultura e Pescas anunciou ter decidido alargar o prazo para submissão de candidaturas ao Pedido Único da campanha de 2024 (PU 2024) até ao dia 25 de Junho, às 18h00. A entidade indica que isto pode ser feito «com penalização de 1% por dia útil» e que os agricultores podem submeter, «nos dias 22 e 23 de Junho (sábado e domingo) as suas candidaturas sem penalização».

Segundo o Ministério, este «ajustamento do prazo limite para a submissão de candidaturas na presente campanha», o qual tinha sido alargado recentemente para 21 de Junho, «prende-se, sobretudo, com candidaturas de maior dimensão e complexidade». Neste sentido, o Ministério da Agricultura e Pescas «faz um apelo aos agricultores para que mantenham o bom ritmo no processo de submissão de candidaturas para permitir que todos possam beneficiar deste importante instrumento e não comprometer o calendário previsto para pagamentos».

A propósito deste anúncio, o Ministro da Agricultura e Pescas, José Manuel Fernandes, afirma que «reconhecemos o esforço feito, pelos técnicos e agricultores, nesta recta final de submissão de candidaturas para cumprir o prazo», acrescentando que, «face às dificuldades que têm existido no “carregamento” de algumas candidaturas mais complexas, decidimos ajustar o prazo limite». Recorde-se que o prazo limite original para a submissão de candidaturas ao Pedido Único da campanha de 2024 era o dia 31 de Maio, que o prazo foi depois prorrogado até 14 de Junho – após a publicação de uma portaria de simplificação da Política Agrícola Comum (PAC), com o Ministério a anunciar o adiamento do prazo, «tendo em conta a entrada em vigor desta portaria e para permitir aos agricultores uma melhor adaptação» – e que a 11 de Junho foi anunciado novo prolongamento do prazo, até 21 de Junho – «sem penalizações», porque, de acordo com o Ministério, «subsistem dificuldades nos procedimentos, que justificam que se dê mais tempo para as candidaturas serem preparadas e carregadas por todos os beneficiários».

Em paralelo, o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) comunica, no seu site, que, «no seguimento da publicação do conjunto de disposições visando a simplificação dos procedimentos da Política Agrícola Comum (PAC), através da Portaria n.º 155-A/2024/1, foi estabelecido, a título excecional, para o ano de 2024, que os agricultores que submetam o Pedido Único (PU) após o dia 31 de maio de 2024 devem ter as parcelas agrícolas, candidatas às intervenções do Eixo A – “Rendimento e Sustentabilidade” do PEPAC, à sua disposição no 25 de junho de 2024, último dia para a submissão do PU 2024». A entidade acrescenta que, «para os agricultores que submeteram o PU até ao dia 31 de maio, as parcelas agrícolas candidatas às intervenções do Eixo A têm que estar à disposição do agricultor no dia 31 de maio de 2024».

[Na imagem acima, situação das candidaturas ao PU 2024 à data de 20 de Junho, segundo o indicado no site do IFAP.]

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

Azeite do Alentejo1
Fenazeites pede IVA zero para azeite
1
Projecto Aquacer realiza acções de divulgação a 16 e 18 de Julho
1a
Submissão de candidaturas ao Pedido Único prolongada até 25 de Junho

Notícias relacionadas

Azeite do Alentejo1
Fenazeites pede IVA zero para azeite
A Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Olivicultores (Fenazeites)...
1
Projecto Aquacer realiza acções de divulgação a 16 e 18 de Julho
No âmbito do projecto “Aquacer – Eficiência do uso da água na fileira dos cereais”,...
Foto Salad Greenhouse (49)
Fruit Logistica 2025: Inscrições abertas até 31 de Julho
A Fruit Logistica é uma das feiras internacionais mais importante...
baixa 2
CAP promove sesssão online de esclarecimento a 5 de Julho sobre licenciamento de usos de recursos hídricos
A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), em parceria com a Agência...