Produção mundial de cereais tem vindo a aumentar

Esta foi a mensagem passada por José Eduardo Mira Cruz, director da Associação Nacional de Produtores de Cereais, Oleaginosas e Proteginosas (Anpoc), dia 10 de Janeiro, na sede da Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA), em Beja. « Ao nível mundial, a produção de cereais tem vindo a aumentar de forma consistente desde 2007, sendo ligeiramente superior ao consumo, que também cresce. Na União Europeia verificou-se uma descida de 5% na produção total de cereais em 2016/2017, mais acentuada no caso do trigo mole (-11%), por influencia do mau ano agrícola em França e na Dinamarca», lê-se em comunicado da Syngenta, empresa que promoveu o encontro na Edia.

Perante 60 agricultores e técnicos foi também dito que «Portugal inverteu a tendência, com um ligeiro aumento da produção de cevada, que superou as 50.000 toneladas (t) na última campanha. Graças aos contratos realizados entre agricultores e indústria, a produção de cevada aumentou nos últimos três anos. Os preços médios praticados em Portugal na última campanha foram: 235 euros/t o trigo duro, 190 euros/t a cevada forrageira, 170 euros/t o trigo panificável e 165euros/t o trigo mole, segundo a Anpoc».

Além de um ponto de situação da produção de cereais, o evento serviu para apresentar o novo herbicida da Syngenta para controlo das infestantes de folha estreita em trigo e cevada. Gilberto Lopes, field expert da Syngenta, explicou que o Axial Pro «a sua formulação garante penetração mais rápida nas folhas das infestantes, potente efeito molhante e menor risco de erros na dosagem e manuseio, por não necessitar de adição de molhante extra.

O herbicida foi formulado com a tecnologia Built-in-wetter que incorpora a substância activa do herbicida Pinoxadene. O Axial Pro pode ser aplicado no ciclo de desenvolvimento dos cereais, desde o início do afilhamento até metade do encanamento, com uma dose recomendada entre 0,5 a 1litro/hectare.

A Syngenta informa que «os ensaios realizados no Alentejo com Axial Pro demonstram que este herbicida não gera quaisquer problemas de fitotoxicidade em trigo e cevada, não afecta o desenvolvimento das plantas e não apresenta restrições em rotações com outras culturas (colza, ervilha, fava, etc.)».

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

Sogrape Sustentabilidade
Sogrape certificada pelo Referencial Nacional de Sustentabilidade do Sector Vitivinícola
posts flf (87)
Frutos Secos
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA

Notícias relacionadas

Sogrape Sustentabilidade
Sogrape certificada pelo Referencial Nacional de Sustentabilidade do Sector Vitivinícola
A empresa portuguesa de vinhos Sogrape obteve a certificação pelo “Referencial...
posts flf (87)
Frutos Secos
Consulte aqui todos os artigos do Grande Plano de Dezembro dedicado aos Frutos...
CNCACSA1
Disponibilizadas gravações da conferência sobre alterações climáticas organizada pelo CNCACSA
O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal...
AgroBiotech1
CAP e P-Bio divulgam relatório do estudo de aplicação de biotecnologia
No âmbito do colóquio «AgroBioTech: Uma estratégia para a agrobiotecnologia...