Primeira empresa certificada pelo Referencial Nacional de Certificação de Sustentabilidade do Sector Vitivinícola

A Symington Family Estates é a primeira empresa produtora de vinho em Portugal certificada pelo Referencial Nacional de Certificação de Sustentabilidade do Sector Vitivinícola. O objectivo desta certificação – que foi recentemente criada pelo Instituto da Vinha e do Vinho e pela ViniPortugal especificamente para o sector vitivinícola português – é «a gestão sustentável do operador», que assim passa a poder utilizar o respectivo selo na sua comunicação e em todos os seus produtos, nomeadamente na rotulagem dos mesmos.

Segundo a ViniPortugal, «esta certificação é um processo transparente e independente, que se baseia em auditorias realizadas por organismos de certificação acreditados», sendo que, «para obter esta certificação, a Symington Family Estates foi avaliada ao abrigo do Referencial Nacional de Certificação de Sustentabilidade relativamente à dimensão da totalidade da sua actividade em território nacional». Enquanto Entidade Gestora do Referencial, a ViniPortugal, Associação Interprofissional do Vinho, «tem como missão a coordenação geral da Certificação Nacional de Sustentabilidade dos operadores económicos e a gestão das permissões das entidades certificadoras, bem como a comunicação e divulgação do Referencial Nacional».

De acordo com a ViniPortugal, a Symington Family Estates «é um dos maiores produtores de vinho em Portugal, o principal proprietário de vinhas no Vale do Douro e um dos mais importantes produtores de vinho português». Em comunicado, a Symington Family Estates refere que obteve a certificação «com o nível A (nível máximo)» e que «todas as áreas da empresa estiveram envolvidas na exaustiva e exigente auditoria que teve uma duração de três dias, executada pela LRQA, uma das principais entidades globais independentes de certificação».

A Symington Family Estates frisa que este referencial – apresentado em Novembro último – «pretende ser mais um garante visível e independente dos vinhos portugueses nos mercados internacionais, sublinhando a sua credibilidade e confiabilidade, e ainda servir como plataforma para demonstrar o compromisso dos produtores nacionais em relação à produção sustentável de vinho de qualidade». A empresa assinala ainda que este referencial «aborda todos os temas da sustentabilidade, distribuídos por 86 questões, desde o desempenho da governança até ao impacto no consumidor final», acrescentando que, «num contexto de muita incerteza e competitividade, os desafios são cada vez mais e cada vez mais complexos, o que exige dos produtores agilidade e um compromisso permanente com os mais elevados padrões sociais, ambientais e culturais – a par dos económicos».

A propósito da certificação, Rob Symington, da quinta geração da família, afirmou que «somente uma empresa bem preparada consegue obter este resultado em tempo recorde» e que «esta certificação dá-nos motivação para continuar e para melhorar o nosso desempenho, com o objectivo maior de sermos uma referência e um exemplo a seguir pelos que trabalham connosco e por parte dos nossos clientes». Para Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal, «é muito positivo ver que o sector já está a dar uma resposta proactiva às crescentes exigências dos mercados internacionais no que diz respeito à sustentabilidade». «A criação deste Referencial veio ajudar a traçar o caminho, criando um processo acessível a todas as organizações do sector vitivinícola nacional responsáveis e orientadas para este tema. Importa olhar para a sustentabilidade e, em particular para esta certificação, como uma forma de criar valor económico, social e ambiental. Estamos convictos que esta é a primeira de muitas empresas do sector a receber este selo», disse Frederico Falcão.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional
3b
Santarém recebe III Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas a 24 de Maio
Alqueva
EDIA disponibiliza Anuário Agrícola de Alqueva de 2023

Notícias relacionadas

José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional
O até agora eurodeputado José Manuel Ferreira Fernandes é o nome proposto para...
3b
Santarém recebe III Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas a 24 de Maio
A Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém (ESAS) vai ser...
Alqueva
EDIA disponibiliza Anuário Agrícola de Alqueva de 2023
A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva (EDIA) disponibilizou...
4a
Grow Field Days promove visitas de campo com foco no microbioma do solo
No âmbito da iniciativa “Grow Field Days”, com o mote “De agricultor para agricultor!”,...