“Loja 6.25” da Mercadona em Matosinhos recebeu visita da Smart Waste Portugal

Decorreu recentemente uma visita institucional de responsáveis da Associação Smart Waste Portugal, entidade coordenadora do “Pacto Português para os Plásticos”, à loja de Matosinhos da Mercadona. Designado “Loja 6.25”, este supermercado foi o primeiro em Portugal adaptado à “Estratégia 6.25”, apresentada recentemente pela empresa, tendo já sido adaptadas a esta estratégia, nos dois últimos meses, 72 lojas da Mercadona em Espanha e Portugal.

Em comunicado, a empresa explica que, «durante a visita realizada, os responsáveis puderam comprovar a implementação desta estratégia directamente em loja e como a empresa está a levar a cabo a sua estratégia tendo em vista a redução de plásticos». Segundo a Mercadona, a “Estratégia 6.25” «consiste num conjunto de seis acções com um triplo objectivo até 2025: eliminar os sacos de plástico de uso único em todas as secções (até fim de 2020); eliminar os descartáveis de plástico de uso único; diminuir em 25% o plástico das nossas embalagens (até 2025); promover o desenvolvimento de embalagens recicláveis/compostáveis e reciclar os resíduos de plástico gerados nas lojas e informar os clientes de como se deve efectuar a separação correcta dos resíduos, quer através de informação nas embalagens quer nas lojas».

Embalagens de piza de material reciclado_1

A empresa assinala que, nas “Lojas 6.25”, «já é possível observar avanços na estratégia e cujo objectivo é ouvir a opinião dos “Chefes” (clientes) e trabalhadores relativamente a todas as acções que a empresa está a desenvolver no âmbito da “Estratégia 6.25”». A Mercadona já recebeu «mais de 1.300 sugestões e opiniões, tanto de clientes como de trabalhadores, que estão a contribuir para melhorar as diferentes acções» que está a implementar.

«A Mercadona foi pioneira no processo de transição para uma economia circular para os plásticos, ao ser um dos membros fundadores do Pacto Português para os Plásticos, assumindo o seu compromisso para, de forma individual e colectiva, atingir as ambiciosas metas para 2025 desta iniciativa. A implementação da Estratégia 6.25 nas suas lojas em Portugal reflecte um esforço concreto e muito positivo para apoiar esta transição, sendo um excelente exemplo de como o sector do retalho pode contribuir, de forma activa e concreta, para promover uma economia circular para os plásticos em Portugal, garantindo que estes nunca se convertem em resíduos ou poluição. Os primeiros passos na implementação desta estratégia já evidenciam um impacto significativo nesta transição, e iremos acompanhar com muito interesse a evolução desta Estratégia 6.25 nos próximos anos», diz Pedro São Simão, vogal da Direcção da Associação Smart Waste Portugal e coordenador do “Pacto Português para os Plásticos”.

Informação reciclagem na secção de bebidas_1

«A nossa loja de Matosinhos – a primeira em Portugal onde foi adoptada a Estratégia 6.25 – é o local onde estão aplicadas e materializadas todas as acções definidas nesta estratégia. Quem aqui nos visita poderá comprovar que todos os envolvidos neste projecto trabalham diariamente com um objectivo comum: reduzir a utilização do plástico nas nossas embalagens – sempre e quando não ponham em causa a segurança alimentar e a qualidade dos produtos –, assegurando que os resíduos de plástico voltam a entrar numa economia produtiva. Todos os nossos colaboradores e fornecedores partilham desta visão, pelo que estamos seguros de que a estratégia que temos definida para a empresa culminará no que todos almejamos. Futuramente, pretendemos aplicar a Estratégia 6.25 a todas as lojas em Portugal», afirmou Plácido Albuquerque, director de Economia Circular da Mercadona.

A empresa juntou-se à Smart Waste Portugal em Março de 2020, tendo também aderido ao “Pacto Português para os Plásticos” – que faz parte da “Rede Global de Pactos para os Plásticos” da Fundação Ellen MacArthur. O “Pacto Português para os Plásticos” «estabelece um conjunto de metas ambiciosas para 2025 com vista a um futuro cada vez mais sustentável» e conta com o apoio do Ministério do Ambiente e da Acção Climática, do Ministério do Mar, do Ministério da Economia e Transição Digital e com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

1a
Pedro Correia Botelho é o novo director comercial da Transitex no Porto
FLF 250_publirreportagem_deiba
Deiba Innov é a nova gama de bioestimulantes inovadores da Deiba
José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional

Notícias relacionadas

1a
Pedro Correia Botelho é o novo director comercial da Transitex no Porto
A operadora de logística global Transitex anunciou a nomeação de Pedro Correia...
FLF 250_publirreportagem_deiba
Deiba Innov é a nova gama de bioestimulantes inovadores da Deiba
Entrevista a Tiago Duarte, Chefe de Vendas da gama DEIBA INNOV. Qual foi a...
José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional
O até agora eurodeputado José Manuel Ferreira Fernandes é o nome proposto para...
3b
Santarém recebe III Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas a 24 de Maio
A Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém (ESAS) vai ser...