Intermarché aposta na exportação de produtos portugueses

A marca Intermarché, do  grupo Os Mosqueteiros, está a actuar em Portugal há 25 anos. Para assinalar a data, reuniu em Santarém a 20 de Janeiro empresários de hortofrutícolas e de produtos agro-alimentares. A cadeia de supermercados trouxe a Portugal responsáveis de lojas em França e estabeleceu assim a ponte entre estas duas geografias.

«O encontro teve como objectivo desafiar e incentivar os produtos nacionais a apostarem na internacionalização aproveitando a cadeia de lojas Intermarché», explica o grupo em comunicado de imprensa.

visita

Actualmente, existem mais de 3.500 lojas Intermarché espalhadas por países como França, Bélgica e Polónia. Em Portugal conta com 240 espaços.

Em Portugal, o Intermarché já ajudou à exportação de produtos no valor total de três milhões de euros. O sector agro-alimentar – sumos, café, azeite – é o mais representativo, mas em 2015 a marca exportou «1.000 toneladas de pêra Rocha» um número que quer «duplicar» este ano e ao qual vai juntar laranja do Algarve, afiança Vasco Simões, administrador do Intermarché em Portugal.

No decorrer do evento, teve lugar o seminário “Desafios da Exportação”, que contou com a presença de Ana Isabel Trigo Morais, directora-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), Paulo Águas, vice-presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Manuel Évora, presidente da Direcção da Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal, Amândio Santos, presidente da Portugal Foods, e Vasco Simões.

produtos

Os intervenientes salientaram a importância das exportações para a economia nacional, quer para equilíbrio da balança comercial, quer para rentabilidade dos empresários.

O debate serviu ainda ara destacar que o futuro passa por definir aquilo em que Portugal se destaca por fazer muito bem e perceber quais os mercados onde consegue colocar os produtos com garantia de qualidade. Por fim, uma palavra para o associativismo, factor chave da capacidade de exportação.

O ministro da Agricultura, das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, marcou presença no evento. Na sessão de abertura do debate enunciou alguns dos seus objectivos sectoriais, nomeadamente «a manutenção de um ritmo de crescimento superior ao da economia nacional». Capoulas Santos acrescentou que tudo fará para garantir «a duplicação do valor da exportação de frutas e legumes nos próximos quatro anos».

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

Portugal Fresh
Portugal Fresh elege órgãos sociais para o triénio 2024-2026
Pimento
Ministério realizou pagamentos de 1,4 mil milhões de euros aos sectores agroflorestal e das pescas em 2023
2
Apresentação de resultados do ensaio de rega gota-a-gota em arroz a 12 de Janeiro

Notícias relacionadas

Portugal Fresh
Portugal Fresh elege órgãos sociais para o triénio 2024-2026
A Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de...
Pimento
Ministério realizou pagamentos de 1,4 mil milhões de euros aos sectores agroflorestal e das pescas em 2023
Em 2023, os pagamentos aos sectores agroflorestal e das pescas efectuados pelo...
2
Apresentação de resultados do ensaio de rega gota-a-gota em arroz a 12 de Janeiro
A 12 de Janeiro, em Salvaterra de Magos, terá lugar a apresentação dos resultados...
Sogrape Sustentabilidade
Sogrape certificada pelo Referencial Nacional de Sustentabilidade do Sector Vitivinícola
A empresa portuguesa de vinhos Sogrape obteve a certificação pelo “Referencial...