Feira Nacional de Agricultura terá programação «mais completa e ambiciosa de sempre»

Colóquios, seminários, concursos, degustações, concertos… São algumas das actividades incluídas no programa da 53.ª Feira Nacional de Agricultura. No âmbito profissional, a feira é «indispensável a quem pretende trocar experiências, debater problemas ou reflectir sobre o futuro», diz a organização.

A fruta portuguesa é o tema central do certame. Nesse sentido, serão organizados as ” Conversas de Agricultura”,  onde vários profissionais do sector serão convidados a discutir temas como o papel da fruticultura no território, a importância das leguminosas, o uso eficiente da água e a agricultura biológica.  Na última edição, cerca de 6.000 pessoas assistiram aos colóquios. Este ano, a organização pretende «ultrapassar» esse número.

Phil Hogan, Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, José Graziano da Silva, director-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, Martin Merrild, presidente do COPA – Comité de Organizações Profissionais Agrícolas, Jean Charles Bouquet, director-geral da Associação Europeia da Indústria Fitofarmacêutica, João Machado, presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Capoulas Santos, ministro da Agricultura, e Carlos Moedas, Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, compõem o elenco da conferência internacional sobre “Os grande desafios para a inovação na agricultura”, a 9 de Junho.

A quarta edição das Tertúlias Agronómicas organizada pela Frutas, Legumes e Flores, irá debater a “Fruta portuguesa: caminhos e desafios do século XXI”. A sessão, que tem lugar a 4 de Junho, pelas 18h,  também  está inserida nas “Conversas de Agricultura”.

Luís Mira, responsável pela organização da feira, conta que, nesta edição, haverá uma maior área dedicada à exposição de maquinaria, bem como um aumento do número de expositores. O objectivo é «marcar a diferença em relação ao ano anterior», conta o responsável.

Para a 53.ª Feira Nacional de Agricultura, são esperados 40.000 visitantes profissionais. O certame terá lugar entre 4 e 12 de Junho, no Cnema. Em paralelo, realiza-se a Lusoflora de Verão, uma exposição e venda de flores organizada pela Associação de Produtores de Plantas e Flores Naturais, e a Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém.

Artigos relacionados:

Debater os desafios para a inovação na agricultura

Fruta portuguesa em destaque na 53.ª Feira Nacional de Agricultura

 

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

presidente CAP 31-5
Nova Direcção da CAP recebida pelo Presidente da República
Fotovoltaica CubaEste 001
EDIA abre concurso para cinco centrais fotovoltaicas flutuantes
1
Governo publica decreto-lei que altera a orgânica das CCDR

Notícias relacionadas

presidente CAP 31-5
Nova Direcção da CAP recebida pelo Presidente da República
A nova Direcção da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) esteve ontem,...
Fotovoltaica CubaEste 001
EDIA abre concurso para cinco centrais fotovoltaicas flutuantes
A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva (EDIA) abriu recentemente...
1
Governo publica decreto-lei que altera a orgânica das CCDR
Foi publicado a 26 de Maio, em Diário da República, o Decreto-Lei n.º 36/2023,...
1a
Processo desenvolvido no projecto de economia circular PlaCarvões recebe patente
No âmbito do projecto “Placarvões – Solução inovadora para o problema dos plásticos...