Encomendas danificadas dos compradores online europeus atingem quase 22 mil M€ em 2023

A DS Smith, empresa especializada em soluções de packaging sustentável, analisou a magnitude e o custo das encomendas online que chegam danificadas durante a Black Friday e o Natal, o período de e-commerce mais movimentado do ano.

A investigação da DS Smith destaca que a maioria dos compradores inquiridos (88%) nas quatro maiores economias da zona euro planeava aproveitar a Black Friday, a Cyber Monday ou os saldos pós-Natal para fazer compras, sendo que três em cada cinco (60%) compradores online afirmaram ter recebido artigos danificados em compras realizadas na internet nos últimos 12 meses.

Entre os compradores online que receberam produtos com danos no ano passado, o número médio de artigos danificados foi de três, enquanto o valor médio foi de 58 euros por cada produto. Isto significa que a fatura total dos danos nestes países atingiu uns impressionantes 21,9 mil milhões de euros.

Sendo um dos principais fornecedores de packaging para e-commerce, e à medida que se vive um dos períodos do ano mais movimentados nas vendas a retalho, a DS Smith prevê que mais de 342 milhões de caixas deverão ser devolvidas em toda a Europa na sequência das compras de Novembro.

Diogo Mendonça Tavares, Head of Commercial Operations da DS Smith Packaging Ibéria, afirma: «As encomendas danificadas são uma situação de perda para todos os envolvidos: os compradores ficam frustrados e os retalhistas têm de lidar com a dificuldade de processar as devoluções. As vendas pela internet representam uma proporção cada vez maior das vendas a retalho na Europa e, tal como demonstrado por este estudo, as devoluções têm um custo significativo numa altura em que as compras online são cruciais para os retalhistas dada esta época de maior atividade».

«Para ajudar, estamos a trabalhar com tecnologias de rastreabilidade e testes de impacto para compreender o que acontece realmente às encomendas no seu percurso até à nossa casa ou local de trabalho. Recriamos essas condições em laboratório para testar o packaging e fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para proteger o produto no seu interior. As nossas equipas de I&D descobriram que, através de um design inteligente, existem formas de não só limitar os

danos, como também de utilizar menos material, e tudo isto sem plástico», acrescenta o mesmo responsável.

As equipas de I&D e Inovação da DS Smith estão a utilizar tecnologia avançada de testes de impacto para testar o packaging que transporta os artigos mais frágeis. Esta tecnologia recria a cadeia de fornecimento e testa os factores de Queda, Impacto, Choque, Esmagamento, e Abanão (DISCS TM ) para apurar a resistência das embalagens e assim desenvolver novos designs para proteger mais eficazmente os produtos.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

Agenda1
CNCACSA apresenta Agenda de Investigação e Inovação
IMG_1923a
Evento Inovagro Jovem a 21 de Dezembro em Castro Verde
posts flf (77)
Situação Atual

Notícias relacionadas

Agenda1
CNCACSA apresenta Agenda de Investigação e Inovação
O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal...
IMG_1923a
Evento Inovagro Jovem a 21 de Dezembro em Castro Verde
Decorre na manhã do dia 21 de Dezembro, em Castro Verde, o evento “Inovagro...
posts flf (77)
Situação Atual
Desde que a Plastdiversity Lda, empresa ligada ao setor plástico decidiu apostar...
nuncio
Regantes apresentam soluções para a escassez de água no Algarve
As XIV Jornadas Fenareg – Encontro do Regadio 2023 decorreram em Alcantarilha,...