Domingos Almeida assume presidência da Associação Portuguesa de Horticultura

O professor do Instituto Superior de Agronomia vai dirigir a Associação Portuguesa de Horticultura (APH) no triénio 2015- 2017. Domingos Almeida encabeçava a lista única inscrita para as eleições dos órgãos sociais da associação e venceu com 152 votos, de um total de 157. Houve dois votos contra, duas abstenções e um voto nulo.

A equipa de Domingos Almeida é composta pelos vice-presidentes para a horticultura herbácea António Calado, do grupo Heinz; na fruticultura Rui Maia de Sousa, investigador do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; Joaquim Miguel Costa, do Instituto de Tecnologia e Química Biológica, na horticultura ornamental; o nome da viticultura é Rolando Faustino do Instituto da Vinha e do Vinho, e José Alberto Pereira, da Escola Superior Agrária de Bragança, fica responsável pela olivicultura.

À Frutas, Legumes e Flores, Domingos Almeida, adianta que para o próximo triénio a APH vai desenvolver a sua actividade em torno de quatro pilares fundamentais, nomeadamente, «a promoção da importância da horticultura na sociedade, a motivação de jovens para horticultura, a valorização do conhecimento dos associados e a representação e promoção internacional das ciências e tecnologias hortícolas portuguesas».

A nova direcção quer também aproximar-se mais da sociedade e, «iniciativas para explicar à sociedade portuguesa a ciência, a tecnologia e a actividade económica que estão por detrás da fruta, dos legumes, do vinho, do azeite e das plantas ornamentais, dos prazeres e benefícios destes importantes produtos e amenidades», vão ser lançadas duas publicações.

Trata-se de um livro «faça você mesmo» com as plantas (e fungos) hortícolas, da videira aos cogumelos e uma publicação sob o mote «legumes, flores e plantas ornamentais para fornecer alimentos, suportar a vida, proporcionar saúde e criar riqueza num belo planeta».

Para Domingos Almeida o conhecimento e internacionalização, através de parcerias com instituições estrangeiras  congéneres. O responsável pela APH salienta que «o desafio da eficiência é enorme e agilidade nas repostas à mudança é essencial. As oportunidades captam-se com incorporação de conhecimento útil em produtos e processos».

«Estamos também atentos às novas dinâmicas relacionadas com a interface entre a horticultura e o lazer, a arquitectura, o urbanismo, a psicologia, o apoio social, a educação e a reinserção social, as intervenções terapêuticas e a promoção da saúde. É um mundo de oportunidades que se abre, são novos conhecimentos transdisciplinares, é o fascinante mundo da horticultura, sempre em mudança».

O professor do ISA conclui que «a APH será a casa dos profissionais e amadores destas actividades e chamará a atenção da sociedade para os valores intangíveis envolvidos».

A APH foi criada há 38 anos e é uma associação científica e técnica. Tem como propósito «apoiar e fomentar o progresso da horticultura e contribuir para o aperfeiçoamento científico e técnico dos seus membros, estimulando a cooperação entre eles», lê-se no site da APH.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

Portugal Fresh
Portugal Fresh elege órgãos sociais para o triénio 2024-2026
Pimento
Ministério realizou pagamentos de 1,4 mil milhões de euros aos sectores agroflorestal e das pescas em 2023
2
Apresentação de resultados do ensaio de rega gota-a-gota em arroz a 12 de Janeiro

Notícias relacionadas

Portugal Fresh
Portugal Fresh elege órgãos sociais para o triénio 2024-2026
A Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de...
Pimento
Ministério realizou pagamentos de 1,4 mil milhões de euros aos sectores agroflorestal e das pescas em 2023
Em 2023, os pagamentos aos sectores agroflorestal e das pescas efectuados pelo...
2
Apresentação de resultados do ensaio de rega gota-a-gota em arroz a 12 de Janeiro
A 12 de Janeiro, em Salvaterra de Magos, terá lugar a apresentação dos resultados...
Sogrape Sustentabilidade
Sogrape certificada pelo Referencial Nacional de Sustentabilidade do Sector Vitivinícola
A empresa portuguesa de vinhos Sogrape obteve a certificação pelo “Referencial...