Continente disponibiliza caixas Zer0% Desperdício de frutas e legumes

As lojas Continente passaram a disponibilizar Caixas Zer0% Desperdício, com cinco quilogramas (kg) de frutas e legumes, vendidas a um valor de 0,50 €/kg, na zona de frescos das lojas, para «combater o desperdício alimentar». Segundo a marca, as frutas e legumes «são cuidadosamente seleccionados pelos colaboradores de loja, que ‘resgatam’ apenas os produtos que continuam a corresponder aos padrões de qualidade e frescura da marca, mas que estão prestes a perder o seu valor comercial por razões estéticas, por exemplo, e estes estão identificados no exterior de cada caixa».

O projecto arrancou no fim de 2019 em algumas lojas da insígnia e, «devido à boa receptividade dos consumidores, é agora alargado a todas as lojas Continente, Continente Modelo e Continente Bom Dia – mais de 300 – do País (continental e Madeira)». A empresa sublinha que as frutas e legumes vendidas nestas caixas estão «ainda em perfeitas condições para consumo» e que «as caixas são colocadas à venda consoante a disponibilidade de stock de cada loja».

O Continente refere também que está a «aproveitar o desperdício gerado na produção das maçãs e peras IGP [Indicação Geográfica Protegida], transformando-as em snacks de fruta desidratada, à venda por 0,69 € cada embalagem de 20 g, mas também através de sumos naturais que levam apenas estas frutas espremidas, sem qualquer adição de açúcar ou água, como o sumo 100% de maçãs de Alcobaça, de 1,5 l, por 2,99 €». A empresa assinala ainda que, no âmbito do combate ao desperdício alimentar, as lojas Continente «doam diariamente excedentes alimentares a instituições de solidariedade social e apoio a animais» – «em 2019, foram doados excedentes que corresponderam a 12 milhões de euros, a mais de 1.013 instituições por todo o País» – e que há mais de 10 anos que existe um sistema de redução de preço em produtos que se aproximam do fim do prazo de validade.

Pedro Lago, director de Projectos de Sustentabilidade e de Economia Circular da Sonae MC, afirma que, «desde Novembro de 2019 – quando iniciámos o projecto piloto –, já ‘salvámos’ mais de 40.000 kg de frutas e legumes», acrescentando que «o objectivo deste projecto é evitar o desperdício de 1.000 toneladas de frutas e legumes por ano, o que significa a venda de 200.000 caixas por ano». «A nossa meta enquanto retalhista, que tem um papel fundamental no combate ao desperdício alimentar, é, sem dúvida, atingir o ‘0 desperdício’, ou seja, evitar o desperdício de qualquer alimento que esteja em condições de ser consumido. Esta caixa permite-nos evitar toneladas de desperdício alimentar, ao mesmo tempo que oferecemos produtos que preservam excelentes condições de consumo, por um preço mais simpático para o cliente.»

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Recentes

1a
Pedro Correia Botelho é o novo director comercial da Transitex no Porto
FLF 250_publirreportagem_deiba
Deiba Innov é a nova gama de bioestimulantes inovadores da Deiba
José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional

Notícias relacionadas

1a
Pedro Correia Botelho é o novo director comercial da Transitex no Porto
A operadora de logística global Transitex anunciou a nomeação de Pedro Correia...
FLF 250_publirreportagem_deiba
Deiba Innov é a nova gama de bioestimulantes inovadores da Deiba
Entrevista a Tiago Duarte, Chefe de Vendas da gama DEIBA INNOV. Qual foi a...
José Manuel Fernandes
José Manuel Fernandes é ministro da Agricultura e Pesca do XXIV Governo Constitucional
O até agora eurodeputado José Manuel Ferreira Fernandes é o nome proposto para...
3b
Santarém recebe III Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas a 24 de Maio
A Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém (ESAS) vai ser...