Consórcio do projecto Demo.net faz visita técnica à Bélgica

De 27 a 29 de Maio, uma comitiva de 27 representantes dos 14 parceiros do consórcio do projecto Demo.net realizou uma visita técnica na Bélgica. Segundo os promotores do projecto, esta «foi a primeira de uma série de visitas internacionais, que, além de troca de experiências, têm como principal objectivo conhecer a realidade da organização da produção noutros países».

Financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o projecto Demo.net começou em Abril de 2023 e visa «promover iniciativas de demonstração, de partilha e debate, direccionadas para organizações de produtores, empresas, técnicos e agricultores, bem como a interacção entre estes, pretendendo fomentar a inovação organizacional e a capacitação alargada dos envolvidos». O núcleo de coordenação desta iniciativa é composto por Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional (COTHN), Consulai, Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas (FNOP) e Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), com o consórcio a contar também com 10 pequenas e médias empresas (que «representam grande parte das regiões do país e os principais sectores de actividade hortofrutícola», dizem os promotores): Alensado, Bfruit, Carmo & Silvério, CelFrutas, Frutas Classe, Frutalgoz, Frutoeste, Frutus, Hortofrutícolas Campelos e Madre Fruta.

No primeiro dia da visita, os elementos do núcleo de coordenação e os representantes e técnicos das organizações de produtores parceiras do projecto participaram numa conferência na Comissão Europeia, em Bruxelas, intitulada “Producers organisation: We work better together”. O evento contou com a presença de representantes da Copa-Cogeca, da Comissão Europeia, da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), da Landwirtschaftskammer Österreich (LKO) (Áustria), da Codiretti (Itália), da Asociación Agraria de Jóvenes Agricultores (Asaja) (Espanha) e da Vestaron, tendo sido debatida «a realidade da organização da produção na Europa e como esta pode agregar mais valor ao sector».

No segundo dia, a comitiva visitou o pcfruit (Proefcentrum Fruitteelt) [imagem de abertura], onde ficaram a conhecer este centro de investigação em fruticultura e as suas principais áreas de estudo, tendo também visitado os campos de ensaios de pequenos frutos e de pomóideas. Em comunicado, os promotores do Demo.net explicam que «foram apresentados pelos investigadores da pcfruit alguns resultados dos estudos que têm vindo a realizar para o controlo das principais pragas e doenças, tecnologias de produção, agricultura de precisão, entre outras linhas temáticas», sendo salientado que «todo o trabalho de investigação desenvolvido assenta num trabalho de proximidade com técnicos e agricultores, para se perceber quais as temáticas mais importantes a investigar, e num modelo de financiamento privado, que garante proximidade entre estruturas técnicas e investigação, altamente focado na inovação, competitividade e transferência de conhecimento».

A BelOrta, a maior cooperativa de frutas e hortícolas da Bélgica e uma das maiores da Europa foi o destino no terceiro dia. O consórcio ficou a conhecer a estrutura da cooperativa, tendo visitado a sala de leilões, as instalações de recepção de produtos, a área de embalamento e o centro de distribuição.

Segundo os promotores do projecto Demo.net – sobre o qual pode saber mais aqui e aqui –, os participantes nesta visita «regressaram na certeza de que a troca de experiências entre técnicos e gestores e o trabalho conjunto entre as organizações serão os factores-chave para alcançarmos modelos de organização da produção mais adequados». «É cada vez mais certo que as organizações de produtores necessitam de cooperar mais entre si, numa lógica de partilha e debate de conhecimentos para os muitos desafios que enfrentam e que enfrentarão, colaborando de forma transparente, no sentido de, em conjunto, encontrarem pontes e compromissos para assegurar níveis mais elevados de competitividade e sustentabilidade das suas organizações e dos seus associados. O reforço dos princípios associativos, reflectidos em ganhos de escala determinantes, bem como a dinâmica da interacção das estruturas produtivas com os agentes do conhecimento, assegurarão maior equilíbrio na distribuição de forças entre procura e oferta, maior celeridade e alinhamento com as transformações ocorridas nos principais concorrentes internacionais», salientam ainda.

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Email

Notícias Recentes

Pulverização
Projecto PestNu realiza webinars a 25 e 28 de Junho
pcfruit
Consórcio do projecto Demo.net faz visita técnica à Bélgica
2b
Prognosfruit 2024 na Hungria de 7 a 9 de Agosto

Notícias relacionadas

Pulverização
Projecto PestNu realiza webinars a 25 e 28 de Junho
Decorrem a 25 e 28 de Junho dois webinars internacionais organizados pelo projecto...
2b
Prognosfruit 2024 na Hungria de 7 a 9 de Agosto
De 7 a 9 de Agosto, a cidade de Budapeste, capital da Hungria, acolhe a edição...
1a
Entidades sectoriais agrícolas apelam a que Direcções Regionais voltem ao Ministério
As entidades representativas do sector agrícola nacional apelaram em conjunto...
IMG_8901
Ministério anuncia compensação integral em Julho dos cortes nos ecorregimes
O Ministério da Agricultura e Pescas anunciou que os cortes que estavam projectados...