Mercadona

Mercadona detalha aplicação da estratégia para reduzir plástico

A Mercadona anunciou que, em 2021, adaptou todas as suas lojas, em Espanha e em Portugal, ao novo modelo de “Loja 6.25”, que proporciona aos clientes informação sobre reciclagem, novos sacos de secção, pictogramas nas embalagens para facilitar a separação correcta, novos caixotes de lixo para reciclagem (nas entradas e nas secções), a melhoria do sistema de gestão de resíduos e o alargamento deste à recolha de cápsulas de café. A empresa sublinha que esta adaptação foi realizada em menos de um ano, no âmbito da implementação da sua “Estratégia 6.25”, cujo desenvolvimento «implica mudanças em diferentes processos, desde a reformulação de embalagens, em coordenação com os fornecedores, até à adaptação de lojas e logística, o processo de gestão de resíduos», entre outras vertentes.

A “Estratégia 6.25” foi estabelecida pela cadeia de retalho há dois anos, no sentido de reduzir o plástico e melhorar a gestão de resíduos deste material nas suas lojas, e a implementação deste plano envolve um investimento de cerca de 140 milhões de euros (M€) até 2025, em Espanha e em Portugal. Definida como um «plano ambicioso, transversal a todas as áreas da empresa», a “Estratégia 6.25” consiste em seis acções para alcançar, até 2025, três metas: reduzir 25% do plástico nas embalagens; que todas as embalagens de plástico sejam recicláveis; reciclar todos os seus resíduos de plástico.

Estratégia 6.25 da Mercadona

A Mercadona afirma que, nos últimos dois anos, «trabalhou arduamente para realizar as duas primeiras acções da Estratégia e para cumprir o compromisso de transformar todas as suas lojas em Lojas 6.25 em menos de um ano, o que representou um investimento de 30 M€». Em comunicado, indica que acelerou a redução do plástico nos últimos dois anos através da “Estratégia 6.25”, que já eliminou os artigos e sacos de plástico de utilização única em todas as secções – substituindo-os por sacos compostáveis de origem vegetal (o que representa menos 3.200 toneladas por ano de plástico) – e que «continua a reduzir o plástico nas embalagens, incentivando a sua reciclagem e fornecendo informação aos “Chefes” (clientes) para ajudá-los a reciclar».

A empresa refere que também eliminou os produtos descartáveis de plástico de uso único – que foram substituídos por outros fabricados com materiais mais amigos do ambiente (-3.000 t/ano) – e que a cadeia de retalho e os seus fornecedores estão ainda a «melhorar a reciclabilidade das embalagens». Segundo o comunicado, a cadeia de retalho «está comprometida com a redução de plástico nas embalagens de marca própria através de diferentes estratégias, como a eliminação de plástico que não acrescenta valor, a sua substituição por outros materiais (desde que não afecte a qualidade e a segurança alimentar), a redução, reutilização ou incorporação de material reciclado na sua composição para reduzir o uso de materiais virgens e fomentar a economia circular», sendo que «continua a melhorar progressivamente a informação que proporciona nas embalagens sobre reciclagem (pictogramas), com o objectivo de ajudar os seus clientes a separar correctamente os resíduos para a sua posterior reciclagem».

Ao nível da gestão dos resíduos gerados nas suas lojas, a Mercadona «recicla películas plásticas e reutiliza-as, em parte, para elaborar os seus sacos de compras reutilizáveis, evitando o uso de mais de 180.000 t/ano de materiais de utilização única». O comunicado realça ainda que «os sistemas de reutilização e reciclagem já consolidados na empresa, as suas estratégias de prevenção do desperdício alimentar e redistribuição de resíduos alimentares e a Estratégia 6.25 fazem com que a que a Mercadona recupere anualmente mais de 267.000 t de materiais recicláveis, que se tornam novamente matérias-primas nos ciclos de produção».

Exemplos da redução de plástico que a Mercadona está a levar a cabo nas suas embalagens

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria