Reunião Distribuidores Syngenta 2022_1a

Syngenta apresentou soluções, resultados e objectivos em reunião com distribuição

Em 2021, as vendas da Syngenta em Portugal aumentaram 15% face ao ano anterior, indicou a empresa durante uma reunião com os seus parceiros da distribuição, que promoveu nos dias 21 e 22 de Abril em Lisboa. A Syngenta sublinha que este acréscimo ocorreu num contexto em que o mercado nacional de protecção das culturas – avaliado em 173,2 milhões de euros, afirma a empresa – registou um crescimento de 12%.

Estes dados foram referidos por Paulo Machado, director comercial da Syngenta Portugal, num evento que serviu para apresentar as linhas de trabalho futuras da empresa, «incluindo uma forte aposta no desenvolvimento do portfólio de soluções biológicas para a agricultura e a consolidação do crescimento das vendas no mercado nacional». Em comunicado, a Syngenta explica que «tem em curso um forte investimento na investigação e desenvolvimento de produtos biológicos para protecção e nutrição das culturas agrícolas e dispõe de uma equipa especializada para desenvolver este segmento de mercado, no qual prevê crescer a dois dígitos, nos próximos anos».

Felisbela Campos_Business Sustainability 1

A empresa informa que, após os recentes lançamentos dos bioinsecticidas Costar e Karate Trap e dos biofungicidas Taegro e Cuprantol Duo, «deverá lançar, a curto prazo, um novo bioinseticida para controlo da mosca-da-azeitona e novos bioestimulantes que actuam nas plantas como probióticos e pré-bióticos». «Contamos com uma equipa experiente, com os melhores parceiros da distribuição e um portfólio de produtos e serviços reforçado, o que nos dá estabilidade e a confiança de que continuaremos o nosso caminho de crescimento acima da média do mercado, nos próximos anos», disse Paulo Machado.

Neste contexto, a Syngenta realça que, no âmbito do seu plano de compromissos com a agricultura sustentável, o “Good Growth Plan 2.0”, «comprometeu-se a disponibilizar duas novas tecnologias disruptivas por ano para impulsionar a agricultura regenerativa e ajudar a mitigar os efeitos das alterações climáticas». Na gama de produtos fitofarmacêuticos convencionais, a empresa salienta que o seu trabalho «passa também por garantir o uso sustentável das substâncias activas através da promoção de práticas agrícolas inovadoras».

Paulo Machado_diretor comercial_1

No evento, foi anunciado também que as soluções de promoção de biodiversidade Operation Pollinator e o sistema de tratamento de efluentes fitofarmacêuticos Heliosec «passam agora a poder ser adquiridas através da rede de distribuidores Syngenta», de forma a que «cheguem a um maior número de agricultores e a todas as regiões do país». «Acreditamos que as sementes Operation Pollinator para instalação de margens multifuncionais nas parcelas agrícolas vão ter uma procura acrescida nos próximos anos, devido às directrizes da nova Política Agrícola Comum [PAC]. Está prevista a criação de apoios para conservação do solo no âmbito dos futuros ecoregimes do I Pilar da PAC, onde o Operation Pollinator pode vir a ser elegível», comentou Felisbela Torres de Campos, Head of Regulatory & Business Sustainability da Syngenta Portugal. A empresa destaca ainda que as soluções Operation Pollinator e Heliosec constituem «âncoras» do «compromisso da Syngenta com a agricultura regenerativa, protegendo o solo, a água e a biodiversidade».

Reunião Distribuidores Syngenta 2022_passeio Tejo1

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



























Newsletter

* campo obrigatório
Ao clicar em "Subscrever" está a concordar que Leu e Aceitou a nossa Política de Privacidade



Fotogaleria