not-20-11-03-main1

Syngenta nomeia novo director-geral da Unidade de Negócio de Protecção das Culturas para Portugal e Espanha

A Syngenta anunciou a nomeação de Ronan De Hercé como novo director-geral da sua Unidade de Negócio de Protecção das Culturas para Portugal e Espanha.

O novo director-geral substitui Robert Renwick, que foi nomeado director da Área de Sustentabilidade de Negócio para a Europa, África e Médio Oriente (EAME).

Ronan de Hercé tem um percurso profissional de mais de 10 anos na Syngenta, onde ocupou importantes cargos de direcção nos departamentos Comercial e de Marketing como director de Serviços de Marketing para a África e o Médio Oriente, como director de Relações com Clientes e Contas Chave para EAME, centrados no desenvolvimento de serviços a clientes e agricultores, nas áreas de Digitalização, Agricultura de Precisão e Sustentabilidade.

Durante mais de três anos, foi director-geral da filial da Syngenta em Marrocos.

Foto Ronan de Herce_Syngenta

Ronan De Hercé possui um MBA pela London Business School e um Master em “Gestion des Ressources de la Defense”, pela Ecole Spéciale Militaire de Saint-Cyr em França.

Nas palavras de Ronan de Hercé, «é uma enorme satisfação assumir a direcção geral de uma filial tão importante como a Syngenta Iberia e, ao mesmo tempo, um grande desafio, pois a Syngenta é líder no sector da protecção das culturas em Espanha e é uma das empresas líderes do sector em Portugal, firmemente determinada em continuar a apoiar um sector agrícola competitivo e comprometido com a protecção do meio ambiente e a acção pelo clima».

A Syngenta conta com mais de 500 colaboradores em Portugal e Espanha nas suas diversas unidades de negócio (Protecção das Culturas, Sementes, Soluções Profissionais e Plantas Ornamentais). Dispõe de três centros de produção na Península Ibérica: uma unidade industrial química em Porriño (Pontevedra, Galiza), uma unidade de produção de sementes em Carmona (Sevilha) e uma unidade de produção de plantas ornamentais em Moncarapacho (Faro). A Syngenta Espanha dispõe ainda de dois centros de investigação em melhoramento de plantas localizados em Torrepacheco (Murcia) e em El Ejido (Almeria).

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



























Newsletter

* campo obrigatório
Ao clicar em "Subscrever" está a concordar que Leu e Aceitou a nossa Política de Privacidade



Fotogaleria