tomate industria

Produtores de tomate para indústria apreensivos com escalada de preços dos factores de produção

Reuniram-se em Almeirim 12 Organizações de Produtores (OP), associadas da FNOP, que representam 96% das OP de tomate para indústria do País e 83% da totalidade da produção contratada em 2021.

No decorrer da reunião foram analisados e discutidos, de forma exaustiva, pelos administradores e técnicos destas Organizações, os custos inerentes à produção desta cultura.

Revelou-se como uma grande preocupação, a sustentabilidade futura da fileira do tomate para indústria, tendo em conta os incrementos que se verificam actualmente com a subida significativa do custo de todos os factores de produção, tendo sido apurado, a preços actuais, um aumento para 2022 entre os 1.200€ e os 1.500€ por hectare, face ao ano de 2021.

«De reforçar, que além do aumento destes custos, temos também a ameaça de escassez e esgotamento de stocks de alguns destes factores de produção, principalmente fertilizantes, aumentando ainda mais a pressão sobre os preços devido a esta possibilidade, e tornando mais difícil colocar em prática diversas operações culturais com um nível de exigência técnica já tão elevado», lê-se m comunicado enviado pela FNOP.

«Não havendo previsão de descida dos preços dos referidos factores, a curto prazo, apenas uma subida do valor a pagar pela Indústria poderá evitar uma diminuição acentuada na área de tomate, bem como um abandono ou redução da cultura em diversas explorações agrícolas. De referir ainda que, a juntar à diminuição de rentabilidade que se prevê para a cultura do tomate de indústria, o aumento recente de preços nas culturas cerealíferas, bem como os bons resultados obtidos com a instalação de diversas culturas permanentes nas parcelas, normalmente ocupadas com tomate, fazem com que haja cada vez mais alternativas de produção, contribuindo também para o abandono anteriormente referido», concluem.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *