entrevista1

«Há que fomentar a organização da produção através de diferenciações positivas»

Para Domingos dos Santos, presidente da Direcção da FNOP (Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas), não tem havido vontade política para que o sector primário se organize. Excesso de burocracia e falta de comunicação entre as entidades estatais que gerem os fundos comunitários são as principais queixas. A par disso, os mercados precisam de ser regulamentados para que os produtores tenham rentabilidade e a ciência não poderá ver-se limitada face aos desafios que a Europa “verde” anuncia.

Consulte aqui a entrevista completa!

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria