2aa

Seminário a 27 de Julho sobre fruticultura e viticultura de precisão

“Fruticultura e viticultura de precisão” é o tema de um seminário que se realiza a 27 de Julho, a partir das 9h30, em formato misto: presencial (na Sala da Imprensa do Casino Fundanense, no Fundão) e online. O evento é organizado pela Rude – Associação de Desenvolvimento Rural, no âmbito do projecto DesAgro 4.0.

Este seminário envolve uma palestra técnica sob o tema “Fruticultura e viticultura de precisão” – por Ricardo Braga, coordenador científico do projecto DesAgro 4.0, investigador e professor no Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa –, apresentações de produtos e serviços na área da agricultura de precisão para as fileiras frutícola e vitícola e uma mesa redonda de investigadores sobre as vantagens da digitalização das explorações agrícolas. Pode consultar aqui o programa do evento e pode fazer a inscrição – gratuita, mas obrigatória – no site do projecto ou, em alternativa, aqui (formato presencial) ou aqui (formato virtual).

1a

O projecto DesAgro 4.0 resulta de uma parceria entre a Rude – Associação de Desenvolvimento Rural, a Dolmen – Cooperativa de Desenvolvimento Local e Regional, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e o Instituto Politécnico de Castelo Branco. Esta iniciativa é cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (Feder), no âmbito do Sistema de Apoio a Acções Colectivas do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI).

Segundo a organização do seminário, o projecto DesAgro 4.0 «é uma rede de cooperação que pretende identificar e promover a incorporação de novas tecnologias baseadas na IoT (Internet of Things – em português, Internet das Coisas) nos sectores agroalimentar e agroindustrial das regiões da Cova da Beira e Douro Verde» e que «tem como missão dotar as pequenas e médias empresas [PME] dos territórios e sectores alvo com competências e conhecimento que as ajudem a implementar modelos de negócio inteligentes na sua actividade». Neste contexto, o projecto DesAgro 4.0 pretende «colmatar as falhas identificadas no sector, combatendo o desconhecimento das PME dos territórios visados acerca de tecnologias aplicáveis aos seus negócios e à sua dimensão económica e fomentando o sector agroalimentar e agroindustrial a aderir e implementar uma intensa componente de tecnologia avançada», explica a Rude.

A organização do evento assinala ainda que a “Agricultura 4.0” é um conceito que deriva da “Indústria 4.0” e que «aponta para a digitalização dos processos de produção e captação de dados (como por exemplo o clima ou o solo) a partir de dispositivos de IoT». Assim, “Agricultura 4.0” «é um conjunto de tecnologias digitais integradas e conectadas através de sistemas e equipamentos, que possibilitam a optimização da produção agrícola em todas as suas etapas».

3a

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria