OPINIÃO

OPINIÃO: Desafios e oportunidades da digitalização no sistema alimentar

“Big Data” é um assunto que está na ordem do dia e em contextos muito diferentes. Independentemente da circunstância, “Big Data” refere-se à combinação de um grande volume de dados, proveniente de diversas fontes, gerado a uma elevada velocidade, o que exige ferramentas muito so sticadas (ex. processadores, so ware e algoritmos) para o seu tratamento. Diariamente, o número de dados criados é muito superior ao que acontecia há 30 ou mesmo 10 anos, a multiplicidade de origens – smartphones, meios de comunicação social, imagens de satélite, Internet of things (IoT) – é enorme, o que torna premente a sua interpretação e acção. Apesar da aplicação de “Big Data” nos sistemas alimentares estar na sua infância, havendo ainda um longo caminho a percorrer, são vários os casos de estudo que demonstram o potencial da utilização destas tecnologias.

Paula Teixeira, docente e investigadora Escola Superior de Biotecnologia / Centro de Biotecnologia e Química Fina Universidade Católica Portuguesa – Porto.

Pode consultar aqui o artigo completo.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



























Newsletter

* campo obrigatório
Ao clicar em "Subscrever" está a concordar que Leu e Aceitou a nossa Política de Privacidade



Fotogaleria