131294192_1138185269995044_2702944821925075873_n

DRAP Algarve reúne com EDIA e regantes para estudo sobre necessidades de investimento em regadio

A Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) realizou ontem, 14 de Junho, reuniões com a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva (EDIA) e com associações de regantes para recolha de informações sobre necessidades de investimento em regadio, no âmbito do Programa Nacional de Regadios (PNR). Esta reunião surgiu na sequência da decisão, por parte da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, da elaboração de um estudo de âmbito nacional, «tendo em vista o levantamento das necessidades de investimento e do potencial de desenvolvimento do regadio colectivo eficiente, num período de investimento até 2030», para dar continuidade ao PNR.

199348372_789444605047645_7752492124767022015_n

Em comunicado, a DRAP Algarve indica que reuniu ontem de manhã com a equipa técnica da EDIA, coordenadora do estudo referido, «para avaliar as potencialidades e estratégias de promoção do regadio agrícola na região do Algarve». Na parte da tarde, as duas entidades reuniram com a Associação de Regantes e Beneficiários de Silves, Lagoa e Portimão (ARBSLP) e com a Associação de Regantes e Beneficiários de Alvor (ARBA), o que envolveu a visita às obras a decorrer no Perímetro Hidroagrícola de Silves, Lagoa e Portimão.

199987492_1005313766879921_4523337654720026407_n

A DRAP Algarve recorda que o PNR, que arrancou em 2018 com uma dotação de 560 milhões de euros (M€), «veio reforçar os instrumentos de apoio ao investimento no regadio, particularmente no que respeita às componentes de reabilitação e modernização de regadios e de construção de novas áreas a regar». A próxima fase do programa, que prevê um investimento de 750 M€, entrará em vigor em 2023, refere a entidade.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria