entrevista (2)

«Queremos ser a ponte entre a ciência mais básica e quem precisa de soluções no terreno»

Com 33 investigadores, 16 dos quais doutorados, o laboratório colaborativo InnovPlantProtect, a funcionar ainda a meio gás em Elvas, espera a longo prazo desenvolver soluções mais sustentáveis para as pragas e doenças que afectam sobretudo as culturas mediterrânicas; “convencer” os produtores do potencial da aplicação do conhecimento biológico no terreno; bem como aumentar a eficiência da transferência do conhecimento fundamental para o aparecimento de novos produtos. Pedro Fevereiro, CEO do laboratório, fala do trabalho que já tem estado a ser desenvolvido nas várias vertentes de investigação para a área agrícola, garantindo que um dos lemas que está a ser seguido é «pensar para a frente e não ficar à espera que as coisas aconteçam».

Consulte aqui a entrevista completa a Pedro Fevereiro, CEO do laboratório.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria