aranhiço

Koppert oferece o primeiro Phytoseiulus persimillis que não é criado com aranhiço vermelho

Spidex®, a solução biológica da Koppert mais vendida em todo o mundo desde que foi lançado há mais de 50 anos, vê agora melhorada a sua eficácia no controlo biológico de aranhiço vermelho. A nova geração de Spidex® já está disponível no mercado com a marca comercial Spidex Vital®, oferecendo um maior grau de eficácia na luta biológica contra aranhiço vermelho «graças a importantes inovações introduzidas pela Koppert no processo de produção do ácaro predador Phytoseiulus persimilis».

Spidex Vital® é o primeiro Phytoseiulus persimillis que chega ao campo com cor branca, dado que na sua produção não foi alimentado com aranhiço vermelho.

Por este motivo, Spidex Vital® oferece, pela primeira vez, uma prova visual de predação, já que o ácaro predador muda a sua coloração, desde o branco inicial ao característico vermelho- alaranjado, depois de comer aranhiço vermelho. «Na prática, isto oferece uma clara evidência de que o Phytoseiulus persimillis predou aranhiço vermelho e está, assim, a realizar o seu trabalho», explica a Koppert.

Além disso, a empresa garante que Spidex Vital® «oferece um melhor controlo dos focos da praga porque contém uma população mais diversa, composta por todos os estádios móveis de Phytoseiulus persimillis em diferentes graus de desenvolvimento. Com a nova composição de Spidex Vital®, a capacidade de busca dos ácaros predadores permite-lhes cobrir uma maior distância e durante um período mais alargado».

Nascido para controlar o aranhiço vermelho

A «nova formulação e uma melhor nutrição» asseguram, salienta a Koppert, uma população «mais enérgica» de Phytoseiulus persimillis que permite controlar desde cedo os pontos críticos de aranhiço vermelho nas plantas infestadas. Spidex Vital® inclui várias fases de desenvolvimento do ácaro predador, incluindo ovos, juvenis, ninfas em crescimento e adultos, «o que assegura uma actividade prolongada e contínua na cultura».

Os ácaros de Spidex Vital® começam a depositar os seus ovos imediatamente após a largada. As fêmeas, que foram alimentadas durante a fase de produção, já têm energia suficiente para completar o desenvolvimento dos seus ovos, começando a depositá-los assim que chegam ao campo. Anteriormente, as fêmeas necessitavam primeiro de se alimentar no campo, obtendo assim energia através da predação de aranhiço vermelho. Considerando que começam de imediato a depositar ovos na cultura, têm assim a capacidade de colocar mais ovos no mesmo período, «melhorando significativamente a eficácia do produto e todo o processo de controlo biológico».

Com o desenvolvimento de Spidex Vital®, a Koppert entende que se completou mais uma etapa na história da empresa, uma vez que se trata de um produto icónico, criado há 53 anos por Jan Koppert, fundador da Koppert Biological Systems.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



























Newsletter

* campo obrigatório
Ao clicar em "Subscrever" está a concordar que Leu e Aceitou a nossa Política de Privacidade



Fotogaleria