waterdrops

Fenareg pede inclusão de 1.700 M€ no Plano de Recuperação para modernizar regadio nacional

A propósito da entrega, ontem, 15 de Outubro, da versão preliminar do Plano de Recuperação e Resiliência da Economia para Portugal à Comissão Europeia, a Federação Nacional de Regantes de Portugal (Fenareg) apresentou ao Governo um pedido de «inclusão de 1.700 milhões de euros» nesse plano, «para modernizar o regadio». Em paralelo, a entidade apela ao Governo que «aprove uma Estratégia Nacional para o Regadio, com visão de longo prazo para a sustentabilidade da capacidade produtiva nacional, conforme o estudo que a Federação desenvolveu» e apresentou à ministra da Agricultura no início de 2020.

Segundo a Fenareg, o montante de 1.700 milhões de euros a incluir no Plano de Recuperação e Resiliência da Economia para Portugal visaria cumprir vários objectivos: «Promover a união económica e social e a coesão territorial, tendo em conta as diferenças nacionais e os desafios demográficos»; «Reforçar a resiliência económica e social, melhorando a competitividade a longo prazo da economia da União Europeia»; «Mitigar o impacto social e económico da crise, melhorando a igualdade, o acesso ao mercado de trabalho e a inclusão»; «Facilitar a transição verde e digital, de acordo com o “European Green Deal”». A entidade defende que «a modernização do regadio é um elemento chave para economizar água, mitigar os efeitos das alterações climáticas e contribui para a sustentabilidade do regadio no futuro», ao que acresce que ,«além de reduzir o uso de fertilizantes e herbicidas, melhorando a qualidade da água, eleva o nível socioeconómico dos agricultores, por meio do aumento da produtividade da terra».

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria