Mercadona Silva Rocha, Aveiro

Mercadona abre segundo supermercado na cidade de Aveiro

A Mercadona abre hoje, dia 30 de Julho, o novo supermercado de Aveiro, localizado na Alameda Silva Rocha, nº 29. Este é o 14º supermercado da empresa em Portugal e o 2º a abrir na cidade de Aveiro, depois da abertura, no passado mês de Junho, na Avenida Europa.

Em 2019, a Mercadona já tinha entrado no distrito de Aveiro, onde conta actualmente com quatro lojas. «Esta nova loja possibilitou a criação de cerca de 60 postos de trabalho, estáveis e de qualidade, com contratos sem termo desde o primeiro dia, contribuindo assim para a criação de emprego local», lê-se num comunicado enviado às redacções. Continuando com o seu plano de expansão, a empresa tem previsto para 2020 abrir mais uma loja neste distrito (Águeda), outras quatro no distrito do Porto (Ermesinde, Trofa, Paços de Ferreira e Porto) e, pela primeira vez, entra no distrito de Viana do Castelo, com uma loja na cidade.

Este supermercado responde ao Modelo de Loja Eficiente que a empresa está a implementar em toda a rede e conta com uma superfície de vendas de 1.800 m2 e 180 lugares de estacionamento, com um horário de funcionamento das 9:00h às 21:30h, de segunda-feira a domingo.

jung00002

Na foto: José Ribau Esteves, presidente CM Aveiro, Ângela Almeida, pres. JF Esgueira e Inês Santos, Mercadona

José Ribau Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, destacou: «Saúdo a abertura da segunda Loja da Mercadona em Aveiro, exemplo de aposta no Município de Aveiro e de cooperação com a Câmara Municipal de Aveiro num processo de regeneração urbana, materializando a construção de uma nova rotunda na Alameda Silva Rocha, da qualificação do arruamento de ligação à zona da Forca e o projecto (já em obra) da via de ligação à Avenida Vasco Branco. Desejo sucesso à Mercadona nas duas operações de Aveiro e Felicidades aos seus profissionais».

Já Inês Santos, directora de Relações Externas Centro e Sul de Portugal da Mercadona, referiu: «O novo supermercado Mercadona em Aveiro destaca-se por ser um projecto que contribuiu para a requalificação da zona onde está inserido. Junto a esta loja foi construído um jardim com mais de 4 mil metros quadrados, para usufruto dos vizinhos, além das infraestruturas circundantes que visam proporcionar melhores acessos nesta zona da cidade. Orgulhamo-nos muito destes projectos que permitem dar o nosso contributo para a dinamização e requalificação das zonas onde implementamos as nossas lojas.»

jung00001

A empresa, tal como tem vindo a fazer desde o início desta situação de pandemia, continuará a aplicar todas as medidas de segurança dentro das suas lojas com o objectivo de garantir a saúde e segurança dos seus colaboradores e clientes.

O próximo supermercado Mercadona a abrir será em Ermesinde, na Antiga Fábrica de Sá, no próximo dia 18 de Agosto. Conheça mais sobre este projecto aqui.

Mercadona em Portugal

A Mercadona assinalou no passado dia 2 de Julho, o primeiro aniversário da abertura do supermercado de Canidelo, Vila Nova de Gaia, o primeiro da cadeia em Portugal, três anos depois de ter anunciado a sua entrada no País. Com esta inauguração, à qual se somaram nove lojas, em 2019, localizadas nos distritos de Porto, Braga e Aveiro, a empresa tornou realidade o seu processo de internacionalização, anunciado em Junho de 2016 e que se consolidou durante estes quatro anos graças ao esforço de mais de 900 colaboradores e mais de 300 fornecedores portugueses, aos quais a empresa comprou 217 milhões de euros em 2019. Deste valor, 126 milhões de euros correspondem a fornecedores comerciais, sendo que 90% dos produtos comprados em Portugal são exportados para Espanha.

«Nos primeiros seis meses de operação, com 10 lojas, a Mercadona obteve uma facturação total superior a 32 milhões de euros e contribuiu para a riqueza do País com o pagamento de 11 milhões de euros em impostos através da sua sociedade portuguesa, Irmãdona Supermercados S.A. A empresa continuou o forte esforço de investimento no desenvolvimento deste projecto, superior a 220 milhões de euros entre 2016 e 2019», concluem.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fotogaleria