MF20_Tropical

Macfrut 2020: Congresso de Frutas Tropicais será dedicado ao abacate

O programa da terceira edição do Congresso de Frutas Tropicais, o único evento na Europa dedicado a frutas exóticas, está concluído: mais uma vez, será realizado durante a Macfrut, feira internacional da indústria de produtos frescos, de 5 a 7 de Maio de 2020 no Rimini Expo Center, Itália.

Um evento de dois dias com mais de dez oradores internacionais e um único tema. Assim será a terceira edição do Congresso de Frutas Tropicais, um evento internacional para discutir frutas exóticas, que se realiza no âmbito da Macfrut nos dias 6 e 7 de Maio de 2020.

A estrela do evento será uma única fruta: o abacate. Nos últimos anos, o consumo de abacate aumentou exponencialmente em todo o Mundo, especialmente na União Europeia.

Na temporada 2018-2019, o consumo de abacate na Europa aumentou 19% em relação à temporada anterior e até 111% face a 2013-2014, com um total estimado de 636.119 toneladas. Em termos de volume de vendas, o primeiro país consumidor na Europa é a França, com 145.000 toneladas consumidas, seguido pelo Reino Unido (105.633 toneladas), Alemanha (82.327 toneladas) e Espanha (72.122 toneladas). Itália ocupa a sexta posição, com 22.340 toneladas, um aumento de 29% entre 2017-2018 e um aumento de 248% entre 2013-2014. No entanto, em termos de consumo per capita, a Dinamarca ocupa o primeiro lugar (2,69 kg), seguida da Noruega (país não pertencente à UE – 2,53 kg), Holanda (2,32 kg), França (2,16 kg) e Suécia (2,07 kg). (fonte: Eurostat)

Assim, como já referido, a terceira edição do Congresso de Frutas Tropicais vai ocupar dois dias. No primeiro, quarta-feira, 6 de Maio, a partir das 14h30, terá lugar uma sessão coordenada por Roberto Della Casa – Agroter/Universidade de Bolonha, com foco no mercado de abacate na Europa. Daria Lodi, da OSC Itália, explicará os padrões de consumo na Europa; Thomas Padilla, director sénior de vendas de exportação da Mission Produce, vai abordar os novos países que fornecem abacates para a Europa, como Peru, Colômbia e Guatemala, e explicará como esses suprimentos ajudarão a atender à crescente procura por consumo durante todo o ano. Depois Bannany, o director da Total Exotics, falará sobre os países fornecedores tradicionais. Estas apresentações serão seguidas de uma mesa redonda sobre como vender abacates na Europa, com a presença de compradores e retalhistas que partilharão as suas experiências.

O segundo dia, quinta-feira, 7 de Maio, arranca às 10h com uma sessão coordenada por Pierre Escodo, director da Eurofresh Distribution, com foco na produção e pós-colheita e nas novidades do sector. Os oradores fornecerão uma visão geral da situação em vários países-chave do sector: Michael Horney, da Peru Agritrade, explicará como o sector evoluiu no Peru; Jorge Restrepo, director executivo da Corpohass, fornecerá uma visão geral da Colômbia, enquanto Andrea Passanisi, da Sicilia Avocado, se concentrará na produção de abacate na Itália. Haverá ainda intervenções de Therese Bruwer, da Vestfália, que descreverá as várias cultivares de cada país produtor, e Eelke Westra, da Universidade de Wageningen, que apresentará um estudo sobre a melhoria da qualidade do abacate na fase pós-colheita.

Para finalizar, será realizado um workshop técnico sobre inovações pós-colheita, com a participação dos principais actores tecnológicos.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *