IMG_1519

Frutalmente aumenta produção de romãs para 500 toneladas

A organização de produtores (OP) Frutalmente anunciou que espera atingir uma produção de 500 toneladas de romã em 2019. Isto representa um aumento de 150% na produção face ao ano passado, que marcou o arranque da produção, em que a OP colocou no mercado 200 toneladas deste fruto.

A Frutalmente sublinha que «esta é uma cultura em expansão e uma aposta da organização», contando actualmente com sete produtores de romã (tinha três produtores em 2018). A OP «espera aumentos na produção também em 2020, graças à entrada em produção de pomares», existindo a estimativa de «aumentar o volume produzido em 50%».

A empresa afirma que, com estes números de produção, se torna «um dos maiores produtores de romã do País». Indica também que, em 2018, a Frutalmente «já representava 7% da produção nacional, que atingiu as 2.889 toneladas, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística».

A OP explica que a época de produção de romã é entre Setembro e Novembro. Refere ainda que «este é um fruto nutricionalmente rico, com elevado teor de antioxidantes e muito apreciado pelos consumidores portugueses».

Fundada em 2012 e reconhecida como OP em 2013, a Frutalmente conta com 19 accionistas produtores, localizados nas regiões do Ribatejo, do Oeste e do Alentejo. Detém as marcas Dona Uva (para uva de mesa) e Adoora (para os outros frutos: damascos, diospiros, pêssegos, figos, maçãs, peras, romãs ou bagas goji).

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *