Syngenta Flowers_atividade escuteiros (1)_low

Duzentos escuteiros participam em workshop sobre horticultura

Proporcionar aos jovens um contacto directo com as plantas e cativá-los para a prática da horticultura e para a formação superior nesta área foi o objectivo de uma actividade organizada pela Universidade do Algarve com a participação da Syngenta Flowers, a 4 de Setembro, em Gambelas, Faro. Cerca de 200 escuteiros plantaram, podaram e enxertaram espécies ornamentais e fruteiras e levaram para casa uma planta.

A actividade teve lugar no âmbito do ACAREG – Acampamento Regional de Escuteiros da Região do Algarve, que decorreu de 3 a 8 de Setembro, em Faro, reunindo 1.300 escuteiros de toda a região do Algarve.

«Como entidade empregadora no Algarve, a Syngenta Flowers quer trabalhar com a Universidade do Algarve para incentivar as novas gerações a realizar formação superior na área da Agricultura, porque há carência de técnicos e engenheiros agrónomos na região. Esta iniciativa foi um primeiro passo nessa direcção», explica Fátima Correia, site manager da Syngenta Flowers em Moncarapacho.

Syngenta Flowers_atividade escuteiros (5)_low

Dar a conhecer à comunidade local a sua actividade de desenvolvimento e produção de estacaria ornamental foi outros dos objectivos da empresa.

Os jovens escuteiros, entre os 14 e os 17 anos, aprenderam a realizar enxertia de plantas de citrinos e também poda e enraizamento de estacas de plantas ornamentais (Lantana Camara, Scaevola e Sedum).

Esta última actividade esteve sob coordenação da Eng.ª Sandra Germano. «Foi uma actividade muito gratificante mostrar aos jovens um pouco do que fazemos na nossa empresa e perceber que alguns deles têm interesse em seguir uma formação na área da Biologia e da Agricultura», afirma a head grower da Syngenta Flowers.

O polo da Syngenta Flowers em Moncarapacho é composto por um departamento de produção comercial de Petunia spp e Calibrachoa spp e subdepartamentos de Flowers R&D e Flowers Starter Material (Poinsettia sp, Pelargonium spp da classe SEE e várias variedades ornamentais de Bed & Balcony da classe SEE). Complementarmente, por acordo com a Bioline Agrosciences, continua a realizar-se em Moncarapacho a produção de insectos auxiliares para uso em luta biológica, nomeadamente das espécies Encarsia formosa, Eretmocerus erimicus e Nesidiocoris tenuis.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *