Syngenta_Fertiprado_OP_lowres1

Fertiprado desenvolve novas soluções para Operation Pollinator da Syngenta

Na sequência da parceria estabelecida entre a Syngenta e a Fertiprado desde 2016 no âmbito do programa “Operation Pollinator”, as duas empresas estabeleceram recentemente um protocolo para o desenvolvimento de novas misturas de sementes. Uma das novas vertentes reside no «desenvolvimento de misturas de sementes específicas para revestimentos biodiversos da entrelinha das culturas permanentes (olival, amendoal e vinha)», explica um comunicado da Syngenta.

No comunicado, a empresa indica que «nesta nova vertente do programa “Operation Pollinator” serão usadas espécies de plantas anuais, de ciclo mais curto, com sementes duras que asseguram uma re-sementeira natural no ano seguinte». Acresce a isto que «o ciclo de desenvolvimento destas espécies não colide com o ciclo da cultura agrícola, anulando a competição pelos recursos (água e nutrientes)», acrescenta a Syngenta.

Por outro lado, este programa «está a ser alargado a novas realidades agrícolas e urbanas», surgindo um novo objectivo de «contribuir para que autarquias e cidadãos tenham também um papel activo no aumento da biodiversidade em espaço urbano, instalando margens multifuncionais com sementes “Operation Pollinator” em jardins e espaços verdes públicos e domésticos». A empresa refere que «Lisboa é uma das cidades que servirá como “tubo de ensaio” para esta nova vertente do programa» e que «a Fertiprado perfila-se como um parceiro de futuro para a Syngenta a nível internacional, tendo sido indicada como um dos prováveis fornecedores destas novas misturas de sementes para o “Operation Pollinator” na vertente espaços verdes e jardins».

Syngenta_Fertiprado_OP_4_lowres1

O programa Operation Pollinator foi lançado pela Syngenta em 2009, visando «incrementar a biodiversidade na agricultura», através da instalação de revestimentos biodiversos nas bordaduras dos campos agrícolas, para atrair e fixar insectos e outros polinizadores, «melhorar a saúde do solo» e sequestrar gases com efeito de estufa. A Fertiprado, «empresa portuguesa especializada na investigação, desenvolvimento e multiplicação de misturas de sementes biodiversas ricas em leguminosas», desenvolve e produz as misturas de sementes “Operation Pollinator” usadas na Peníncula Ibérica.

No âmbito da parceria entre as duas empresas, já foram desenvolvidos «seis tipos de misturas de sementes de plantas aromáticas e herbáceas, ajustadas às características edafoclimáticas das diferentes regiões da Península Ibérica». A Syngenta afirma que o “Operation Pollinator” «já beneficiou mais de 16.000 hectares de campos agrícolas de Portugal e Espanha».

Segundo Felisbela Campos, responsável de assuntos corporativos da Syngenta em Portugal, «o feedback dos agricultores e empresas que aderiram nestes 10 anos ao “Operation Pollinator” tem sido muito positivo». Felisbela Campos sublinha que «o aumento da biodiversidade nas explorações agrícolas envolvidas está comprovado»: «o número de insectos polinizadores aumenta com as margens multifuncionais e inclusive foram descobertas em Portugal e Espanha novas espécies de insectos benéficos nestas margens».

Para Pedro Viterbo, gerente da Fertiprado, «o protoloco que a Fertiprado estabeleceu com a Syngenta no âmbito do “Operation Pollinator” ajuda a divulgar a nível internacional o nosso compromisso com a preservação da biodiversidade e a mitigação das alterações climáticas, através do desenvolvimento e produção de variedades de sementes biodiversas para uso em revestimentos, pastagens e forragens». Além disso, «potencia o crescimento da Fertiprado nos mercados externos, que representam 44% do nosso volume de negócios».

Syngenta_Fertiprado_OP_2_low1

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *