Outdoor Dona Uva

Dona Uva com acção publicitária em outdoors

Durante o mês de Agosto, a marca de uva de mesa Dona Uva tem em curso uma campanha de publicidade em outdoors nas autoestradas nacionais A1, A2 e A8. O objectivo da campanha é «informar os consumidores sobre a disponibilidade do produto nos pontos de venda nacionais» num período que «pede uvas frescas e fruta de época», assinala um comunicado da Frutalmente, a organização de produtores de uva de mesa detentora da marca.

Esta acção publicitária da Dona Uva tem o slogan “Uvas portuguesas, naturalmente doces” e decorre em plena época de colheita de uva de mesa: nesta OP, a colheita teve início em Julho e dura até Novembro. Nos 220 hectares de uva de mesa que os produtores associados da Frutalmente têm em produção nas regiões do Ribatejo e do Oeste, são cultivadas 10 variedades, «entre uvas pretas, rosadas e brancas, com e sem grainha», incluindo a variedade tradicional portuguesa D. Maria – que vai encerrar a campanha –, explica o comunicado.

Em paralelo, a marca realiza «algumas acções de promoção pontuais em pontos de venda». Ainda em Agosto, terá também lugar uma «acção de soft sponsoring», com a emissão da «primeira presença da marca Dona Uva na telenovela ‘Prisioneira’», no canal de televisão TVI.

Mário Rodrigues, director executivo da Frutalmente, afirma que «a marca Dona Uva tem, no último ano, vindo a ganhar maiores níveis de notoriedade e reputação junto dos consumidores portugueses», sendo que, em 2019, receberam «o Prémio Cinco Estrelas, na categoria Fruta, com os portugueses a elegerem a nossa marca como a mais fresca e doce». «A par deste empenho contínuo na qualidade e excelência do nosso produto, estamos a reforçar, cada vez mais, o investimento em promoção e comunicação», acrescenta.

Neste contexto, a marca Dona Uva «investiu no repackaging em 2018 e, desde então, tem apostado em mais acções de promoção, incluindo o patrocínio de eventos desportivos ou a parceria com o chef escalabitano Rodrigo Castelo». Segundo o comunicado, a Frutalmente «está a investir, até 2022, quatro milhões de euros para aumentar a área de produção e modernizar as suas infraestruturas», visando chegar aos «280 hectares de uva de mesa».

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *