Protocolo Syngenta com Elaia e Sogepoc

Syngenta assina acordos com Elaia e Grupo Ortigão e Costa na FNA 2019

No âmbito da Feira Nacional de Agricultura 2019, a Syngenta estabeleceu protocolos de colaboração com as empresas agrícolas nacionais Elaia e Grupo Ortigão e Costa, no sentido de «promover as boas práticas agrícolas e a sustentabilidade ambiental nas culturas do olival, frutos secos e tomate de indústria». A assinatura destes protocolos teve lugar a 13 de Junho, no Cnema, em Santarém, durante o evento “Biodiversidade e agricultura, uma assinatura necessária: 10 anos de Operation Pollinator”, promovido pela Syngenta.

Segundo um comunicado da empresa, o protocolo firmado com a Elaia – entidade que explora mais de 12.000 hectares no Alentejo dedicados à produção de azeitona para azeites – prevê a colaboração «na promoção de acções conjuntas contribuindo para uma gestão sustentável dos olivais, nos domínios da preservação da água, do solo e da biodiversidade». Assim, «visando o incremento da biodiversidade nas herdades da Elaia, serão instaladas margens multifuncionais com plantas vivazes nas bordaduras dos olivais, para atrair insectos polinizadores e artropodes auxiliares», sendo que as misturas de sementes que compõem estas margens multifuncionais foram desenvolvidas pela Syngenta no âmbito do projecto Operation Pollinator.

A Syngenta também «reforçará o conhecimento técnico da equipa da Elaia com acções de divulgação de boas práticas para a protecção da água, solo e biodiversidade». «A assinatura deste protocolo com a Syngenta é muito importante, na medida em que materializa a visão comum de uma agricultura produtiva com grande respeito pelo meio ambiente. Em concreto, esperamos com este protocolo reforçar o nosso compromisso com o meio ambiente, promovendo a biodiversidade e a protecção do solo e das águas nas nossas herdades», referiu a propósito Isabel Ribeiro, responsável de Desenvolvimento de Negócio da Elaia.

O protocolo firmado com o Grupo Ortigão e Costa incide sobre as culturas de tomate de indústria e de frutos secos. O documento «prevê a contribuição de ambas as empresas para a criação de um Centro de Excelência em Pulverização para a cultura do tomate de indústria, em parceria com o Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional [Cothn], no sentido de desenvolver acções de formação para uma gestão sustentável da cultura do tomate de indústria, tendo por objectivo uma maior eficiência no uso de produtos fitofarmacêuticos por via de uma melhoria das condições de pulverização, tanto ao nível dos equipamentos e da sua utilização, como da qualidade da água de pulverização». Na vertente dos frutos secos, «abrange a promoção da biodiversidade através da instalação de margens multifuncionais nas bordaduras nos amendoais e nogueirais do grupo Ortigão Costa no Alentejo, com monitorização regular da evolução da entomologia local e acções de formação de boas práticas agrícolas desenvolvidas pela Syngenta».

Tiago Costa, CEO Agribusiness do Grupo Ortigão Costa, considera que «esta colaboração com a Syngenta e o Cothn, envolvendo entidades com competências complementares, reveste-se da maior importância relativamente ao nosso compromisso com a sustentabilidade, numa perspectiva de produzir mais e melhor, reduzindo o uso de inputs agrícolas e o impacto no meio ambiente». Desta forma, conclui, «esperamos poder vir a obter resultados interessantes que sejam referência para o sector e permitir ganhos de eficiência significativos».

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *