Syngenta_Bruxelas_Abril2019_2a

Syngenta quer acelerar o seu processo de inovação

A Syngenta pretende «acelerar o seu processo de inovação», com o objectivo de «responder aos crescentes desafios que os agricultores enfrentam em todo o Mundo e às novas expectativas da sociedade». A empresa anunciou esta intenção a 8 de Abril, num evento em Bruxelas, em resultado do «entendimento muito mais claro» acerca das actuais «expectativas da sociedade e dos agricultores sobre o futuro da agricultura sustentável», que obteve com mais de 150 consultas de opinião realizadas pela Syngenta a nível mundial, envolvendo diferentes públicos.

Em comunicado, a empresa explica que, com a nova abordagem, «visa levar mais além a forma como se produzem e protegem as culturas agrícolas e encontrar soluções que respondam em simultâneo aos desafios ambientais, sociais e económicos». Assim, a Syngenta afirma que vai focar-se em três áreas.

Por um lado, em «inovação orientada para a sociedade e o ambiente»: todo o processo de inovação e de desenvolvimento de soluções para as necessidades dos agricultores irá ter em conta «princípios de sustentabilidade validados externamente», integrando a opinião da sociedade e os requisitos ambientais. Outra vertente será o «esforço de redução dos resíduos nas culturas agrícolas e no ambiente»: embora defenda a segurança dos seus produtos e o «papel fundamental» que desempenham, a empresa vai «reduzir ainda mais os níveis de resíduos nas culturas sem pôr em causa a produtividade agrícola e vai continuar a trabalhar para melhorar a saúde do solo e prevenir a erosão do mesmo».

Por fim, surge o «investimento em áreas importantes para os agricultores e o ambiente»: a Syngenta afirma que «vai colaborar com agricultores, investigadores e ambientalistas na investigação e desenvolvimento de soluções sustentáveis» e que «será transparente ao informar sobre o progresso e resultados destes investimentos através de relatórios periódicos». A propósito deste anúncio, Alexandra Brand, Chief Sustainability Officer da Syngenta, declarou que «os agricultores de hoje têm de lidar com as alterações climáticas, a erosão do solo e a perda de biodiversidade e, em simultâneo, com as novas expectativas dos consumidores sobre a tecnologia agrícola», pelo que «há claramente necessidade de inovar e de fazer mais para responder a estes desafios, para que todos possamos beneficiar».

No evento, em que participou um comitiva portuguesa convidada pela Syngenta, também foram apresentados os resultados obtidos em 2018 no âmbito do The Good Growth Plan. O relatório de progresso, relativo ao ano passado, do plano de sustentabilidade definido pela empresa pode ser consultado aqui.

Syngenta_Bruxelas_Abril2019a

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *