fruit-3246127

Kiwis de Portugal são mais apreciados do que os kiwis importados

Um estudo sobre as qualidades sensoriais do kiwi português da variedade Hayward conclui que esta e outras variedades nacionais são mais apreciadas do que kiwis importados.

Esta investigação foi levada a cabo durante o ano passado pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto para a Associação Portuguesa de Kiwicultores (APK) e teve como objectivo a avaliação da qualidade sensorial do kiwi de produção nacional e comparação com o kiwi importado, pretendendo-se identificar um conjunto de marcadores sensoriais e químicos que permitissem destacar o kiwi português como um kiwi de qualidade superior, face ao kiwi produzido noutros países.

O estudo teve uma duração de 10 meses, tendo sido realizadas três amostragens: Dezembro de 2017, Fevereiro/Março de 2018 e Junho de 2018, permitindo uma percepção da qualidade dos frutos do ponto de vista dos atributos físico-químicos e sensoriais ao longo do período de comercialização.

Envolveu a avaliação de 28 amostras, 18 de origem nacional nacionais e 10 importadas. A amostragem, selecção, recolha e fornecimento das amostras foi realizada pela APK.

Os ensaios físico-químicos incluíram a determinação da cor, da firmeza, dos compostos voláteis, dos sólidos solúveis totais (°Brix), do pH, da acidez (AcidezT), da humidade, do teor em cálcio (Ca) e em potássio (K).

O estudo do perfil sensorial dos kiwis (aparência, aroma, textura e sabor) foi realizado utilizando 12 provadores treinados.

A avaliação da qualidade sensorial dos kiwis e da preferência/aceitação envolveu 168 provadores não-treinados, 59 profissionais ligados à produção e/ou comercialização de kiwis e 119 consumidores. Em todas as amostragens o kiwi melhor apreciado era de origem nacional.

Na primeira amostragem destacaram-se na avaliação da qualidade três kiwis, dois dos quais nacionais; na segunda amostragem destacaram-se na apreciação hedónica global pelo painel de consumidores quatro kiwis todos de origem nacional e na terceira amostragem destacaram-se também quatro kiwis, três de origem nacional e um importado.

A polpa dos kiwis apresentava a cor verde característica desta variedade em todas as amostras. A firmeza foi a característica que apresentou maior variação entre amostras e maior evolução ao longo dos 10 meses do estudo, apresentando-se, em média, os kiwis avaliados em Dezembro de 2017 mais firmes do que nas amostragens subsequentes.

A análise dos resultados dos kiwis menos apreciados mostrou que a insuficiente doçura e a firmeza são factores importantes de penalização pelos consumidores, neste último caso observando-se quer para os kiwis muito firmes quer para os muito moles.

A percepção de doçura, de acidez e a firmeza constituíram os parâmetros mais importantes de qualidade destes frutos, tendo sido possível correlacionar a sua medida física e ou química, com a avaliação sensorial pelos provadores e com as avaliações dos consumidores.

Os resultados da avaliação físicoquímica e sensorial das características do odor e da cor não indicam que estes atributos tenham tido um impacto significativo na apreciação hedónica dos kiwis pelos consumidores.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *