waterdrop

Vencedores da primeira edição dos prémios “Mais Alqueva, Mais Valor”

Foram anunciados ontem, 14 de Março, os vencedores da primeira edição dos prémios “Mais Alqueva, Mais Valor”, com cinco categorias e uma menção honrosa. Este galardão é uma iniciativa integrada no projecto Agendas Locais da Água no Alentejo (ALA), financiado pelo Fundo Ambiental e desenvolvido em parceria pela Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA), pela Consulai e pela Universidade de Évora.

  • Na categoria “Mais Utilização”, que visa distinguir entidades empresariais e não empresariais «que promovam práticas sustentáveis relacionadas com critérios sociais e ambientais, destacando o uso sustentável da água», o prémio foi atribuído ao “Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo” – promovido pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana com vários parceiros, sendo o principal a Universidade de Évora.
  • A empresa Olival da Risca venceu na categoria “Mais Transformação”, que pretende «distinguir as empresas agroindustriais que implementam práticas que conduzam a um crescente uso eficiente de água no seu processo e/ou que implementem práticas sustentáveis em termos sociais, ambientais ou económicos».
  • A categoria “Mais Inovação”, que «destaca os projectos de inovação/investigação que promovam a sustentabilidade e a eficiência do uso de água pelos utilizadores de água da EDIA», teve como vencedor o grupo operacional FitoFarmGest – dedicado à «gestão sustentável de fitofármacos, em olival, vinha e culturas arvenses, na área de influência do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva».
  • À empresa Esporão S.A. foi atribuído o prémio “Mais Produção”, que visa distinguir os produtores agrícolas, beneficiários do regadio da EDIA, «que promovam o uso eficiente da água, bem como a adopção de práticas sustentáveis (económicas, sociais e ambientais)».
  • Na categoria “Mais Valor”, o vencedor foi o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (Cebal). Neste caso, o vencedor foi escolhido por votação do público no site da iniciativa, a partir de quatro candidatos previamente seleccionados pela EDIA: Cebal, Centro Operativo e de Tecnologias de Regadio (COTR), Escola Superior Agrária de Beja, Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas (Icaam).
  • Foi ainda decidido atribuir uma menção honrosa ao projecto Agirdin – Agroturismo de Investimento, Lda.

Com excepção da categoria “Mais Valor”, os vencedores dos prémios “Mais Alqueva, Mais Valor” foram seleccionados por um júri independente a partir das candidaturas apresentadas. Com esta iniciativa, pretende-se «reconhecer projectos, na área de influência do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, que implementem um conjunto de boas práticas relacionadas com o uso eficiente da água, do solo, a conservação da biodiversidade, a promoção e a divulgação dos seus modelos de negócio, integrando os conceitos mais recentes de desenvolvimento sustentável».

Segundo a organização, o objectivo dos prémios “Mais Alqueva, Mais Valor” foi «identificar e dar visibilidade às empresas, pessoas e instituições que contribuem para a eficiente utilização dos recursos naturais, com especial enfoque no recurso água». Acresce a isto a intenção de «criar uma rede colaborativa de agricultores que possam demonstrar as boas práticas e promover a disseminação destes conceitos que conciliam ambiente e agricultura, criando mais-valias para os produtores que as implementam, a médio e longo prazo».

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *