EPITRIX_Estragos tuberculo

DGAV actualiza zonas demarcadas para Epitrix com inclusão de Alter do Chão 

O Ofício Circular N.º 45/2018, da Direcção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), emitido a 28 de Novembro, actualiza as zonas demarcadas para Epitrix em Portugal, em virtude de se ter verificado a presença da espécie Epitrix cucumeris na freguesia de Alter do Chão (concelho de Alter do Chão, distrito de Portalegre). A presença foi detectada em plantas infestantes da espécie Solanum nigrum.

Esta detecção surgiu na sequência da prospecção que é feita anualmente no território português, no âmbito das medidas de emergência, definidas pela Comissão Europeia, contra a introdução e a propagação na União Europeia de Epitrix cucumeris, Epitrix papa, Epitrix subcrinita e Epitrix tuberis. A detecção em Alter do Chão é resultado dos dados do corrente ano já disponíveis.

A partir de agora, em consequência da nova demarcação obrigatória, a circulação de batata produzida nesta freguesia com destino a áreas isentas, em Portugal ou em outros Estados-membros da União Europeia, terá obrigatoriamente de cumprir as medidas de proteção fitossanitária preconizadas na Decisão de Execução da Comissão 2012/270/EU e alterações. Entre estas medidas, destaca-se a limpeza dos tubérculos (por lavagem ou escovagem, de forma a garantir uma percentagem de terra aderente inferior a 0,1%, oficialmente constatada, nas expedições para zonas isentas) e atestar o cumprimento destas exigências (fazendo acompanhar as remessas de um Passaporte Fitossanitário).

O mapa das zonas demarcadas para Epitrix já tinha sido actualizada três vezes este ano. Pode consultar o Ofício Circular N.º 45/2018 aqui, com o mapa actualizado.

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *