Foto 1_Planta de producción de AlgaEnergy en Cádiz1

Acordo estratégico entre AlgaEnergy e Yokogawa

Foi finalizado em Novembro um acordo de investimento e colaboração entre a AlgaEnergy (empresa espanhola de biotecnologia, especializada no sector das microalgas e suas aplicações) e a Yokogawa Electric Company (fornecedor de automatização industrial e de soluções de controlo e medição). Segundo um comunicado conjunto destas empresas, o acordo implica um investimento de cerca de 10 milhões de euros por parte da Yokogawa, para aumento do capital da AlgaEnergy, o que «converte a empresa japonesa num dos seus accionistas de referência» e «permitirá à AlgaEnergy reforçar a sua posição de liderança internacional».

O aumento de capital da AlgaEnergy é destinado a «financiar um conjunto de projectos ambiciosos, incluindo a expansão geográfcia da sua estrutura de vendas internacional para a linha de negócio agrícola, o desenvolvimento de novos produtos e a sua incursão em novos sectores, como a nutrição e a cosmética, assim como o desenvolvimento da sua oferta de soluções à base de microalgas». A AlgaEnergy trabalha no campo da biotecnologia de microalgas desde 2007, lançou em 2015 uma linha de bioestimulantes agrícolas à base de microalgas e construiu e opera uma unidade industrial de produção de microalgas no Sul de Espanha – junto a uma central de ciclo combinado da Iberdrola, que é accionista da empresa de biotecnologia desde 2009.

Foto 4_Laboratorio de AlgaEnergy2

O comunicado salienta ainda que o acordo vai além do investimento financeiro: «as duas empresas, que partilham múltiplas sinergias e uma visão comum, procuram construir um líder global na indústria das microalgas e o seu objectivo é consegui-lo colaborando e inovando nas áreas de I+D+i [investigação+desenvolvimento+inovação], produção, marketing e vendas». Neste acordo, a AlgaEnergy contribui com o seu «amplo conhecimento e experiência na ciência das microalgas», enquanto a Yokogawa fornecerá à empresa de biotecnologia à base de microalgas tecnologia avançada e know-how sobre automatização de processos industriais, «que será fundamental para garantir a máxima qualidade e eficiência na produção, à medida que o seu volume aumente».

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



























Newsletter

* campo obrigatório
Ao clicar em "Subscrever" está a concordar que Leu e Aceitou a nossa Política de Privacidade



Fotogaleria