Azeite do Alentejo1

Especialistas internacionais em viagem gastronómica dedicada ao Azeite do Alentejo

Entre os dias 4 e 7 de Dezembro, chefs de restaurantes premiados pelo Guia Michelin, degustadores de azeite e críticos gastronómicos vão participar numa viagem gastronómica na região do Alentejo, que foi responsável por 78% do azeite produzido em Portugal na campanha de 2017/2018. Esta acção é organizada pelo Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo (Cepaal), para «dar a conhecer o azeite do Alentejo no seu estado puro e como ingrediente essencial da dieta mediterrânica», explica o Cepaal.

A iniciativa contempla «visitas a olivais e lagares, provas de azeite e degustação de pratos, inspirados e harmonizados com os azeites do Alentejo», à semelhança do que aconteceu na edição anterior deste evento, em Abril último. Em paralelo, o Cepaal vai promover outra iniciativa: uma acção de degustação de azeites do Alentejo no lounge premium da TAP, no aeroporto de Lisboa.

Os 12 participantes na viagem gastronómica são oriundos de cinco «mercados estratégicos» para o Azeite do Alentejo: Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Dinamarca e Suécia. Da lista fazem parte Geovane Carneiro (braço direito de Alex Atala e chef executivo do restaurante brasileiro D.O.M. – duas estrelas Michelin), Ian Doyle (headchef no restaurante Oaxen Krog, na Suécia, que ostenta igualmente duas estrelas Michelin), Emanuel Tärnqvist (chef do restaurante sueco Alöe, com uma estrela Michelin), Jeff O’Neill (chef do restaurante dinamarquês Substans, com uma estrela Michelin) e Curtis Cord (norte-americano, sommelier profissional de azeites, editor do portal Olive Oil Times e também presidente do conceituado concurso mundial New York International Olive Oil Competition).

A viagem gastronómica decorre no âmbito do projecto “Promoção do Azeite do Alentejo nos Mercados Externos”, que comporta um investimento total de 320.682 euros e é co-financiado pelo Alentejo 2020, no âmbito do Programa Operacional Regional do Alentejo (com 256.546 euros, provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional – Feder). Este projecto visa reforçar a «estratégia de promoção externa» do Cepaal e «dar a conhecer o Azeite do Alentejo e as empresas produtoras a novos mercados», bem como «contribuir para o aumento das exportações, dar visibilidade colectiva a este produto, dinamizar a economia da região e conferir maior competitividade ao sector».

Notícias relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *