Uma nova proposta para segmentar a Maçã de Alcobaça

Um estudo assinado por Domingos Almeida, coordenador do Freshness Lab, do Instituto Superior de Agronomia, e por outros três investigadores do Centro de Biotecnologia e Química Fina, da Escola Superior de Biotecnologia, propõe uma nova forma de segmentar as variedades de Maçã de Alcobaça IGP (Indicação Geográfica Protegida).

Em vez de dividi-las de acordo com a variedade, cor ou sabor, este trabalho, publicado no International Journal of Food Properties, propõe uma segmentação de acordo com a actividade antioxidante e os compostos fenólicos.

Os investigadores defendem que são estas características que fazem com que a maçã tenha um efeito benéfico para a saúde, ajudando a prevenir doenças cardiovasculares, cancro ou diabetes.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



























Newsletter

* campo obrigatório
Ao clicar em "Subscrever" está a concordar que Leu e Aceitou a nossa Política de Privacidade



Fotogaleria