Companhia das Lezirias

Lisboa acolheu workshop europeu sobre uso de fitofármacos

A European Crop Protection (ECPA), em parceria com a Associação Nacional da Indústria para a Protecção das Plantas (Anipla), realizou em Lisboa, nos dias 7 e 8 de Junho, um workshop de divulgação e formação sobre “Uso da tecnologia na redução da exposição na utilização de produtos fitofarmacêuticos”. No workshop participaram representantes da indústria fitofarmacêutica e entidades oficiais de vários países europeus, que tomaram contacto «com as tecnologias mais avançadas na protecção passiva dos agricultores, trabalhadores agrícolas, residentes e meio ambiente», refere a Anipla em comunicado.

Este workshop ocorreu no âmbito do projecto “Safe and sustainable use initiative” (SUI), coordenado ao nível europeu pelo português Luís Saramago, consultor da ECPA. Segundo Jean Charles Bocquet, director geral da ECPA, o projecto SUI «está a ser implementado em 17 países europeus – no qual Portugal participa desde 2005, com o projecto Cultivar a Segurança –, e faz parte de um compromisso mais alargado da nossa indústria para com a promoção das técnicas e tecnologias mais avançadas de utilização de pesticidas, com vista a reduzir o risco para o sector agrícola».

No âmbito do workshop teve lugar uma visita à Companhia das Lezírias, no Ribatejo, «onde está em curso um trabalho pioneiro em Portugal de implementação das boas práticas definidas pela indústria fitofarmacêutica, designado por “Smart Farm” (quinta modelo)». Nesta exploração estão em demonstração ou são abordados temas como gestão de águas e resíduos, protecção e promoção da biodiversidade, produção integrada, qualidade e segurança alimentar, entre outros. Em conjunto com a Companhia das Lezírias, a Anipla «pretende promover o uso de um conjunto de tecnologias e equipamentos indispensáveis para a utilização segura dos produtos fitofarmacêuticos, quer para o aplicador, quer para o consumidor, quer para o ambiente».

A ECPA representa, ao nível da Europa, a indústria para a protecção das culturas. A Anipla, que é membro efectivo da ECPA, representa em Portugal as empresas que investigam, desenvolvem, fabricam e comercializam produtos fitofarmacêuticos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *