IMG_7745

UE: organizações de produtores crescem 6%

Entre 2008 e 2012, as organizações de produtores (OP) cresceram 6%, diz um relatório divulgado pelo Magrama – Ministério da Agricultura espanhol. O documento indica que, em 2008, existiam na União Europeia 1.549 organizações de produtores (OP), ao passo que, em 2012, eram 1.643. O grau de organização médio na UE cresceu dos 39% para os 46% neste período.

Segundo o Magrama, Espanha é o país com mais OP em toda a União Europeia, contabilizando-se 595. Juntas estas organizações representam 36% das OP da UE. Sucedem-lhe a Itália, com 280, e a França, com 251.

Em Portugal, contabilizaram-se, em 2012, 83 OP. O grau de organização ficou-se pelos 25%, muito longe, por exemplo, dos 94% alcançados pelas 17 organizações de produtores que operam na Bélgica.

A Finlândia, a Roménia, a Letónia, a Irlanda e a Bulgária têm menos de cinco. Ao passo que, em Malta, Estónia, Lituânia, Luxemburgo e Eslovénia não existem organizações de produtores.

No relatório, que se debruça em pormenor sobre as OP em Espanha, o Magrama nomeia frutas como a maçã, a pêra, os citrinos, os pêssegos e as nectarinas, e de hortícolas como o tomate fresco e de indústria e a alface, como os mais comercializados através destas estruturas no país.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *