frutas-legumes-e-vegetais

Consumo de frutas e legumes cresce na Europa

A crescente procura por alimentos mais saudáveis como a fruta e legumes em detrimento da carne vem contribuir para a renovação das expectativas dos produtores que “alimentam” a europa ocidental. A conclusão vem do Euromonitor International, que analisou as novas tendências e procura por alimentos mais benéficos para a saúde.

Apesar do declínio do consumo per capita de frutas e vegetais na sua forma tradicional nos últimos cinco anos, a análise revela que os snacks de fruta ou a fruta previamente cortada cresceram cerca de 20%.

A procura por produtos biológicos também aumentou. No Reino Unido, as frutas produzidas sem químicos já representam 15% do mercado, ao passo que os vegetais biológicos compõem 10% daquilo que os espanhóis e britânicos consomem.

Em 2014, venderam-se, na europa ocidental, 70.4 milhões de toneladas de frutas e legumes. Os citrinos, maçãs, bananas, uvas e frutas de caroço foram os mais vendidos. Na categoria dos vegetais, os tomates foram os mais comercializados (31%).

Os mirtilos são a fruta que mais cresceu em consumo nos últimos cinco anos, tendo aumentado cerca de 6%.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *