tn_620_600_GA250214_018

Verão incerto atrasa produção hortícola e aumenta custos

As produções hortícolas na região norte litoral do país estão ser afetadas pelo verão atípico em termos de temperaturas, o que está atrasar as colheitas e a aumentar os custos de produção.

O alerta foi dado pelo presidente da Horpozim, Associação de Horticultores da Póvoa de Varzim Manuel Silva, que garante que na sua região, uma das mais significativas do país na produção de horticultura, as dificuldades são transversais a todos os agricultores.

«Está ser um ano atípico porque a temperatura tem sido muito mais amena, há menos horas de luz nas zonas litorais por causa dos nevoeiros, e a humidade é maior, o que tem criado dificuldades nas produções», explicou.

«Isso repercute-se no crescimento das plantas, que não se estão a desenvolver normalmente. Por outro lado, o grande teor de humidade obriga-nos a um aumento dos tratamentos fitofármacos, porque os fungos com esta temperatura baixa e humidade desenvolvem-se com mais facilidade», acrescentou ainda.

Ainda assim, Manuel Silva garante que «por enquanto as produções não estão em causa, porque os agricultores prepararam-se para tal», mas apontou que devido ao aumento dos tratamentos «existe um acréscimo nos custos de produção entre os 20 a 25%».




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *