DIGITAL CAMERA

Já é possível saber onde existem plantações de milho transgénico

Os locais de plantação de milho transgénico, bem como os hectares ocupados e os nomes dos agricultores responsáveis, já podem ser consultados pelos portugueses. A plataforma Transgénicos Fora criou um mapa que identifica as 236 explorações de milho-Bt (geneticamente modificado com o gene Bt) em território nacional.

Ao todo, em 2014, 8521 hectares (ha) foram utilizados para produzir milho geneticamente modificado. Os concelhos de Odemira e Santiago do Cacém, no Alentejo, foram os que tiveram uma maior área ocupada com este tipo de produção, 350 ha e 1244 ha respectivamente.

Em relação ao número de explorações, o Alentejo dominou claramente, seguido pelas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e Centro do País. No Algarve não se  produziu milho transgénico e no Norte a quantidade de agricultores a produzir este produto foi residual.

A publicação destas informações surge depois da interposição de cinco acções contra o ministério da Agricultura que ofereceu alguma resistência às disposições do Supremo Tribunal de Justiça (que obrigam à divulgação destes dados), explica a plataforma em comunicado.

Por enquanto, apesar de se produzir milho transgénico em Portugal desde 2005, ainda só estão disponíveis os valores de 2013 e 2014. A plataforma alerta para importância de divulgar estes dados, já que são «fundamentais para a detecção precoce de eventuais problemas», alerta em comunicado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *